Williams lança carro em Jerez, com Bruno Senna

Williams lança carro em Jerez, com Bruno Senna

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:16

Após cumprir sua pior temporada na história da Fórmula 1, a Williams aposta no modelo FW34 para recuperar o prestígio. Nesta terça-feira, a equipe que foi reestruturada e voltou a contar com motores Renault lançou o carro para a temporada 2012 no circuito espanhol de Jerez de la Frontera.

Em 2011, a Williams marcou apenas cinco pontos - quatro com o brasileiro Rubens Barrichello e um com o venezuelano Pastor Maldonado - e fechou o Mundial de Construtores no nono lugar. Para o novo campeonato, mudanças drásticas mexeram com o estafe da escuderia, que não tem mais o seu co-fundador Patrick Head e o diretor técnico Sam Michael, substituído por Mark Gillan.

Entre os pilotos também houve uma alteração: Bruno Senna substituiu Rubens Barrichello. Já Maldonado foi mantido e será o responsável pela estreia do FW34 nesta terça-feira, na abertura dos testes da pré-temporada da F1 em Jerez.

O venezuelano, 26 anos, que trabalhará na pista espanhola também na quarta, fará sua segunda temporada na categoria depois de estrear pela própria Williams. Já o sobrinho de Ayrton Senna, 28, experimentará o veículo nos dias 9 e 10 de fevereiro. Ele competirá pelo terceiro ano na elite do automobilismo internacional - participou do calendário praticamente completo em 2010 pela Hispania e de oito corridas pela Lotus Renault em 2011. O piloto reserva será o finlandês Valtteri Bottas, 22 anos, campeão da GP3 no ano passado.

A última grande novidade do time com sede em Grove, na Inglaterra, para o próximo Mundial é nos motores. Pela primeira vez desde 1997 a fornecedora será a Renault, em uma reedição da parceria que rendeu cinco títulos de construtores (1992, 1993, 1994, 1996 e 1997). Nos últimos dois anos os carros tradicionalmente azuis e brancos da escuderia foram equipados com propulsores da Cosworth.

Em outro quesito, a Williams foi tradicional, mantendo a tendência aerodinâmica para a temporada e confiando em um degrau na parte frontal do carro - o chamado "bico de ornitorrinco", usado por todas as equipes que já apresentaram seus modelos à exceção da McLaren. A alternativa se explica pelo novo regulamento da F1, que determina que a altura máxima do bico deve ser de 55 cm - apesar disso, o monocoque segue com a altura de 62,5 cm.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame