Ronaldinho: 'Nunca me senti tão motivado. É mais do que imaginava'

Ronaldinho: 'Nunca me senti tão motivado. É mais do que imaginava'

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:00

Holofotes com luzes coloridas girando. Caixas de som em alto e bom som. Dezenas de jornalistas à espera de Ronaldinho Gaúcho. Sorrindo ao lado da presidente Patrícia Amorim e de membros do Conselho Rubro-Negro, o meia chegou à sala de imprensa aproximadamente uma hora e meia depois da festa no gramado da Gávea cantando o hino do Flamengo e sentou para sua primeira entrevista coletiva no clube. Na camisa com o número 10, um bordado com a frase “O maior no maior do mundo”. Era o que parecia realmente. Em clima de festa, o jogador falou sobre a emoção de ver cerca de 20 mil torcedores o aguardando no gramado da Gávea e a expectativa de poder retribuir o carinho com títulos.

- Hoje é um dia complicado para falar depois de tanta emoção que vivi agora pouco. Imaginei muitas maneiras de voltar para o Brasil, mas nenhuma delas chegava nem perto disso que recebi. Um dia inesquecível na minha vida. Isso tudo me motiva para levar para dentro de campo. Fazer o que mais sei que é jogar futebol. Estou muito, muito feliz – disse o jogador, em sua primeira declaração.

Na véspera, a assessoria de imprensa do clube pediu para que as perguntas fossem encaminhadas antecipadamente. Houve muita reclamação e o Flamengo voltou atrás. Com perguntas livres, o jogador prometeu dedicação para estrear em forma, apesar de ainda não saber quando será a primeira partida.

- Não é uma contratação qualquer. Para nós ele é o melhor do mundo. Com certeza é o mais querido, porque essa torcida é fantástica. Agora você faz parte da grande família da nação rubro-negra - disse Patrícia Amorim.

Confira os principais trechos da entrevista:

Estreia

Estou me sentindo bem. Tenho que fazer a avaliação e definir. Por enquanto, estou apenas esperando para poder estar junto com professor Luxemburgo. Tenho na minha cabeça fazer uma boa preparação para fazer um excelente campeonato com meus companheiros e poder render da melhor forma.

Emoção na chegada à Gávea

Imaginei muitas maneiras de voltar para o Brasil, mas nenhuma dessas chegava nem perto de tudo isso que eu vivi aqui hoje. O Ronaldinho que chega aqui é o mais motivado de toda a minha vida, acho que eu nunca me senti tão motivado para fazer o que eu sei fazer, que é jogar. É mais até do que eu imaginava, mais do que precisava para ser feliz e dar continuidade à minha carreira.

Pressão em caso de fracasso

Sempre penso positivo. Penso da melhor forma. Me imagino podendo jogar bem, podendo dar muitos dribles, podendo fazer o que eu sei. A cobrança vai existir,  porque Flamengo é Flamengo, mas penso no melhor.

Seleção

Tinha o pensamento de voltar ao Brasil no final da carreira, mas depois de tudo que aconteceu, depois de tantos anos na Europa, quero voltar para a Seleção e não sair mais.

Negociação confusa

Esses últimos dias foram até de uma certa angústia. Porque dependia muita coisa do Milan. E o Flamengo foi o clube que teve essa definição. Felizmente tudo aconteceu dessa forma e agora estou muito feliz e tranquilo.

Vestir a camisa 10 que já foi de Zico

 Para mim é um orgulho vestir a camisa 10 do Flamengo, pelo histórico do clube, por todos os jogadores que já vestiram essa camisa. E pelo Zico, que sempre foi o maior ídolo na minha casa, ídolo do meu irmão. Penso em seguir essa carreira vitoriosa dentro do Milan (o jogador se confundiu e citou o clube italiano em vez do Flamengo).

Reação negativa da torcida do Grêmio

Nesses últimos dias, tive uma certa angústia para ter essa definição, porque dependia muita coisa do Milan. Agora, estou muito feliz e bem tranquilo. A única vez que falei sobre o assunto disse que o Grêmio era uma boa opção, por tudo que já vivi lá. Tinha possibilidade de ir para os três clubes, mas tinha o Milan no meio de tudo isso. E o Flamengo foi o clube que acertou com eles. Todo jogador se imagina jogando por um grande clube. O Flamengo é o maior do Brasil. Todo mundo sabe disso

Como vai ser enfrentar o Grêmio

Sou um profissional e quero que minha equipe vença sempre. Não importa com quem, quero jogar e sempre conquistar pontos para a minha equipe.

Contato com o Grêmio após o desfecho

Até agora meu irmão que tratou de tudo isso, fiquei afastado, não falei com ninguém.

Festa da torcida rubro-negra

Eu me imagino fazendo muita coisa boa, jogar da melhor forma, para que a torcida do Flamengo esteja cada vez mais feliz comigo e com toda a equipe. A torcida do Flamengo eu sempre via pela televisão e imaginava como seria jogar com uma torcida tão grande assim. E eu tenho essa possibilidade hoje. Tenho muitos amigos aqui, foi bom encontrar os amigos. Quero me adaptar o mais rapidamente possível. Imagino um campeonato carioca cheio de alegria para todos os torcedores de todos os clubes.

Meio ou ataque

Não vejo problema nenhum em me adaptar às posições do meio para frente. Joguei um Pré-Olímpico com o Luxemburgo no ataque, depois com ele mesmo joguei no meio. O que eu quero é jogar, me divertir e trazer alegria para o torcedor flamenguista.

Metas no clube

Quero levar o nome do Flamengo o mais longe possível, conquistar o máximo de títulos possíveis para poder retribuir tudio isso que eu estou vendo hoje. Toda vez que eu venho para o Rio sou tratado muito bem, levar o Rio da melhor forma para todo mundo vai ser a maior alegria da minha vida.

Como será a rotina de treinos e jogos

Para mim, quanto mais jogo melhor. Espero me preparar bem para estar bem o ano inteiro. Meu projeto é vencer o máximo de títulos, sabendo das dificuldades que vamos encontrar em todas as competições.

Contatos com Adriano e Love

Todo jogador se imagina jogando em clubes grandes. Flamengo é o maior do Brasil, todo mundo sabe disso. Não conversei com o Adriano. O Vagner é um grande amigo meu, falei com ele sobre o clube, mas não sei o que vai acontecer futuramente.

Por: Mariana Kneipp

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame