Muricy usa exemplo do Cruzeiro e pede cuidado com Once Caldas

Muricy usa exemplo do Cruzeiro e pede cuidado com Once Caldas

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:44

O técnico Muricy Ramalho, do Santos, coloca os pés do elenco no chão. A vitória por 1 a 0 sobre o Once Caldas (assista aos melhores momentos), na última quarta-feira, em Manizales (COL), jogo de ida pelas quartas de final da Taça Libertadores, não significa muita coisa para o treinador alvinegro. Ele lembra que os colombianos chegaram até essa fase da competição conseguindo a maioria de seus pontos fora de casa.

O Once Caldas, aliás, não venceu nenhum jogo no estádio Palogrande. Três derrotas e dois empates. No entanto, como visitante, ainda não perdeu: venceu duas vezes e empatou outras duas. Um dos triunfos foi diante do Cruzeiro, por 2 a 0, em Sete Lagoas (MG), no jogo de volta das oitavas de final, resultado que definiu a surpreendente eliminação da Raposa, que, até então, era o melhor time da competição.

- Estamos indo bem. Ganhamos de uma grande equipe fora de casa. Mas sabemos que o Once Caldas, como visitante, é uma equipe bastante perigosa. Então, não tem nada definido - afirma Muricy.

O comandante alvinegro afirma que o Santos venceu na Colômbia porque respeitou o adversário e se manteve atento durante toda a partida. Ele espera que o time mantenha esse comportamento no segundo jogo, quarta-feira que vem, às 22h (horário de Brasília), no Pacaembu - a diretoria santista tirou o jogo da Vila Belmiro para arrecadar mais.

- Tenho 30 anos de futebol e já vi muita coisa. Todo mundo pensava que o Cruzeiro estava classificado e o Once Caldas passou. Temos de respeitar sempre – concluiu.

O meia Alan Patrick mostrou ter assimilado o discurso do chefe.

- A vitória na Colômbia não nos dá muita tranqulidade. Não adianta achar que está ganho, pois não está. Precisamos matá-los agora.        

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame