Entre o medo e a esperança, Grêmio e Guarani duelam no Olímpico

Entre o medo e a esperança, Grêmio e Guarani duelam no Olímpico

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:14

A esperança e o medo: sonho de sumir da zona de rebaixamento por todo o sempre para o Grêmio e crença em uma arrancada para o Guarani; temor de que o susto momentâneo vire pânico definitivo para o Tricolor e receio de que o bom momento seja passageiro para o Bugre. Esperança e medo, confiança e descrença, otimismo e pessimismo, tudo no mesmo jogo. Às 19h30m desta quarta-feira, os gaúchos recebem o time de Campinas no Olímpico.

O Grêmio tem tempo para reagir, mas a hora precisa ser agora. Tropeçar de novo é entrar em crise, e entrar em crise significa dificultar a meta de crescer na tabela, de afastar os perigos de um terceiro rebaixamento. Para o Bugre, o momento é de consolidar a ascensão. São três jogos sem derrotas, e a vitória sobre o Flamengo, de virada, nos últimos segundos, é animadora. Renato Gaúcho jamais demonstrou pressa em encontrar um time titular, daqueles para enumerar de um a 11. Mas parece chegar lá. Contra o Guarani, o treinador só fará uma mudança na comparação com a equipe que empatou por 1 a 1 com o Atlético-PR. É o retorno de Adílson no lugar de Gilson.

- Quem vai me dar a resposta são os jogadores. Estou buscando a melhor formação. Os jogadores me dão essa resposta. Estou satisfeito com o grupo. Quem tem jogado, tem se entregado. Quem tem entrado, tem entrado bem. Quem se escala são os jogadores. Daqui a pouco, vai ter uma dor de cabeça maior. Mas estou chegando na equipe que pretendo ter em campo – disse o treinador.

É uma escalação pragmática: dois volantes, dois meias, dois atacantes. Nada de ofensivismos exagerados, nada de retrancas.

- Jogando em casa, não posso me acovardar. Buscamos a vitória mesmo fora de casa – comentou Renato.

O Grêmio conta com o apoio da torcida para deixar a zona de rebaixamento. Pagando um ingresso, o torcedor leva dois para o jogo contra o Guarani. A diretoria espera o apoio de mais de 20 mil tricolores no Olímpico. Mudanças no Bugre

Para a partida desta quarta-feira, o técnico Vagner Mancini terá as voltas de Fabão e Renan, que cumpriram suspensão automática na última rodada. No entanto, o goleiro Douglas segue fora do gol do Bugre, e Emerson continua com a camisa 1 do time campineiro.

Além do goleiro, o meia Preto sentiu uma lesão e está vetado para a partida. Autor do gol da vitória contra o Rubro-Negro carioca, Reinaldo disputa posição com Rômulo e tem boa chances de começar a partida.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame