No Rio de Janeiro, TSE mantém urnas biométricas para o 2° turno em Niterói

No primeiro turno, filas e problemas nas urnas atrasaram o fim da votação e a posterior divulgação das primeiras parciais da apuração

Fonte: Terra.comAtualizado: quarta-feira, 15 de outubro de 2014 18:43
Niterói, estreando a votação biométrica, enfrentou enormes filas nas sessões no primeiro turno
Niterói, estreando a votação biométrica, enfrentou enormes filas nas sessões no primeiro turno

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) declarou nula, em sessão na noite da última terça-feira, a resolução do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) que determinava a substituição de 1.312 urnas com leitor de identificação biométrica pelas convencionais no município de Niterói. Desta forma, a votação na cidade, assim como em Armação de Búzios, seguirá o padrão do primeiro turno. A votação foi unânime.

Em cumprimento às normas do TSE, de acordo com a plenária, o TRE-RJ deve seguir os mesmos procedimentos realizados no primeiro turno, com oito tentativas de leitura do padrão biométrico antes que o presidente da sessão libere o eleitor a realizar o seu voto, caso o aparelho não reconheça a digital. O tribunal do Rio havia solicitado que fossem apenas duas tentativas.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame