Justiça manda sindicato suspender propaganda para aluno não ir à escola

Apeoesp disse que vai recorrer da decisão judicial

Fonte: folha.uol.comAtualizado: sexta-feira, 3 de abril de 2015 11:25
Alunos
Alunos

O governo estadual conseguiu decisão judicial para impedir que a Apeoesp (sindicato dos professores) mantenha campanha na TV que fala sobre a greve da categoria e pede que os pais não levem os filhos às escolas.

A decisão, provisória, foi deferida nesta quarta-feira (1). Há multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

Segundo a juíza Laís Amaral, é "ilícito e extremamente prejudicial" incitar os pais a não levarem os filhos às escolas. Ela determina que não seja veiculada nenhuma campanha com esse teor.

Em entrevista à Folha, o secretário de Educação, Herman Voorwald, afirmou que a recomendação às famílias é que levassem as crianças aos colégios, pois o volume de faltas de docentes estava próximo de dias normais.

A Apeoesp disse que vai recorrer da decisão judicial. A presidente do sindicato, Maria Izabel Noronha, afirmou que fez a campanha porque o governo adota medidas para diminuir o impacto da greve.

Segundo a sindicalista, escolas têm unido classes quando um professor falta e não há docente eventual para substituir.

A principal pauta dos grevistas é o reajuste salarial de 75%, que o governo Geraldo Alckmin (PSDB) diz não ter condições de atender.

 

 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame