Estudantes participam de marcha contra a pedofilia em SP

Estudantes participam de marcha contra a pedofilia em SP

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:24

No Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e a Exploração Sexual da Criança e do Adolescente, mais de 2 mil estudantes participaram de uma marcha no Centro de São Paulo.

A filha e a neta de Elisabete Sousa Reis foram abusadas sexualmente por um parente. ''Ela falou assim: 'Vó, o tio mexe comigo, desde os quatro anos ele mexe'', diz. Ela luta para que o culpado seja punido. ''Pedófilo é ladrão de infância, da inocência de uma criança'', diz

O que mais impressiona é que a maioria dos casos de exploração sexual envolve adultos que fazem parte do convívio das crianças e adolescentes. São vizinhos, parentes, amigos. Por isso é tão importante que os responsáveis estejam sempre em alerta.

Uma jovem de 15 anos foi abusada pelo próprio pai que costumava chegar bêbado em casa.

''A primeira vez ele tentou e eu gritei para os vizinhos. Eles estavam em casa, vieram e me socorreram e eu tive que falar que não era nada. Como é que eu ia falar? Da segunda vez ele conseguiu, minha mãe tinha ido passear com as minhas irmãs e eu quis ficar em casa'', diz a adolescente.

No estado de São Paulo, quase 4 mil casos de violência e abuso foram registrados no Disque-denúncia no ano passado. Para denunciar casos de abuso e violência sexual, basta ligar para o número 100.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame