Vendas no varejo crescem 1,1% em novembro, indica IBGE

Vendas no varejo crescem 1,1% em novembro, indica IBGE

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:01

O volume de vendas do comércio varejista do país cresceu 1,1% em novembro, em relação a outubro, com ajuste sazonal, completando sete meses seguidos de alta, conforme informou, nesta quarta-feira (12), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No mesmo mês, a receita nominal do setor subiu 1,2%, na 11ª alta mensal consecutiva, na série com ajuste sazonal. Em outubro, em comparação a setembro, o avanço das vendas havia sido de 0,4%.

Na série sem ajuste sazonal, o volume de vendas, na comparação com novembro do ano passado, cresceu 9,9%, enquanto a receita aumentou 14,8%. No ano, as vendas acumulam alta de 11% e a receita, de 14,4%. Já no acumulado nos últimos 12 meses, o aumento é de 10,8% do volume de vendas e de 14,1% , da receita.

Na comparação mensal, a maiora das atividades pesquisadas pelo IBGE registrou aumento no volume de vendas. Os destaques ficaram com equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (10,5%); livros, jornais, revistas e papelaria (6,6%); móveis e eletrodomésticos (2,4%).

Na contramão, registraram recuo nas vendas os setores de tecidos, vestuário e calçados (-3,6%) e combustíveis e lubrificantes (-0,3%).

Na comparação com o mesmo período do ano passado, todas as atividades apresentaram crescimento, com taxas mais altas dos setores de veículos e motos, partes e peças (30,4%); livros, jornais, revistas e papelaria (23,2%); móveis e eletrodomésticos (20,5%); equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (20,4%) e material de construção (15,8%), entre outros.

Por região

Na comparação mensal, com outubro, foi registrado aumento do volume de vendas do comécio de 17 das 27 unidades federativas, com os maiores resultados partindo de Alagoas (3,7%), Amapá (3,1%), Ceará (1,9%), Bahia (1,8%) e Minas Gerais (1,8%). As quedas mais expressivas foram vistas em Roraima (-9,3%), no Distrito Federal (-3,0%), no Rio Grande do Norte (-2,1%) e no Maranhão (-2,0%).

Em novembro, em relação ao ano anterior, foram verificados avanços em todos os estados, com destaque para Tocantins (69,8%), Rondônia (28,1%), Paraíba (22,3%), Maranhão (19,4%) e Ceará (17,3%).

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame