Já consegue poupar ao final do mês? Então é hora de investir!

Já consegue poupar ao final do mês? Então é hora de investir!

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:00

Se poupar não é mais um desafio para você - você já conseguiu organizar e planejar seu orçamento de forma que lhe sobra uma quantia todos os meses – chegou a hora de investir e fazer o dinheiro trabalhar a seu favor, ou seja, aumentar seu patrimônio.

Que tal então aproveitar que o ano ainda está no comecinho e estabelecer como meta para 2011 conseguir alimentar, frequentemente, uma – ou mais – modalidades de investimento?

Abaixo você confere dicas que vão lhe ajudar nessa nova empreitada. Confira:

 Escolha onde investir

Não coloque todo seu investimento em uma única modalidade. Antes de mais nada, é preciso conhecer as opções de investimentos e estudá-las. Afinal, é possível investir em ações, cdb, títulos do governo, fundos, entre outras opções. Dedique um tempo para estudar cada uma das modalidades e escolher as mais adequadas a você. Aliás, o ideal é escolher mais de uma, assim, se algo não for muito bem em um investimento, você terá outro garantindo maior rendimento. Equilibrar as escolhas entre renda fixa e variável é o mais indicado.

Fique atento

Já dizia o ditado: quem cuida, tem. Por isso, cuide sempre do seu dinheiro e acompanhe o desempenho dos investimentos escolhidos. Mesmo que tenha optado por modalidades com gestores, ou seja, com pessoas contratadas para cuidar do seu dinheiro, lembre-se que o patrimônio é seu e não dele. Portanto, acompanhe frequentemente e questione sobre tudo que lhe causar dúvidas.

Avalie os ganhos reais

Não se deixe enganar pelos rendimentos nominais de uma modalidade. O que importa são os ganhos reais. Por exemplo: em termos nominais, isto é, sem considerar a inflação do período, a caderneta de poupança fechou o ano de 2010 com rentabilidade de 6,90%. Mas, se descontarmos a inflação do ano, os ganhos reais foram bem menos signifiicativos.

Arrisque conscientemente

Não é segredo: retornos maiores estão sempre associados a riscos maiores. O que significa que, para obter lucros mais altos é preciso correr algum tipo de risco. Porém, antes de optar por uma modalidade mais agressiva, é preciso que você conheça e avalie quais são os riscos oferecidos e quais suas consequências. Não se sentiu confortável com os resultados? Opte por modalidades mais conservadoras.

Não se deixe influenciar:

É comum uma pessoa escolher seu investimento baseada na indicação de algum conhecido. Mas saiba que seguir a indicação de amigos só é uma boa opção se você estudar o investimento indicado e também concluir que aquela modalidade se encaixa nos seus objetivos. Saiba que grande parte dos investidores insatisfeitos com seus ganhos admitem ter tomado a decisão de investir baseada na opinião de pessoas não especializadas no mercado financeiro.

Defina objetivos

Saiba exatamente quais são suas metas em um investimento e defina prazos e estratégias para alcançá-las. Ao longo do tempo, reavalie estratégias e objetivos e faça as mudanças que achar necessárias para chegar onde você pretende.

Passado não garante o futuro

Nunca se esqueça que a rentabilidade registrada por um investimento no passado não significa que ele terá o mesmo comportamento no futuro. Embora seja um importante parâmetro no momento de análise das opções de investimento, tenha em mente que os ganhos podem não ser iguais.

Custos e impostos

Por fim, ao fazer um investimento, é fundamental levar em conta os custos, taxas e tributos envolvidos, já que é comum considerar apenas a rentabilidade e se esquecer dos custos. Avalie o valor cobrado de taxa de administração, corretagem, taxa de performance etc. E não esqueça de considerar a incidência do imposto de renda e outros tributos nas aplicações.  

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame