“Conhecer o coração do Pai é um resgate da nossa identidade”, Laura Souguellis

Em entrevista ao Guiame, Laura Souguellis fala sobre o processo de construção da identidade em Deus.

Fonte: Guiame, Luana NovaesAtualizado: sexta-feira, 24 de novembro de 2017 19:32

Quem acompanha as canções de Laura Souguellis e conhece um pouco de sua história, sabe que um dos temas mais falados pela cantora é a construção de uma identidade em Deus — um processo que ela afirma continuar vivendo.

“Esse processo de identidade para mim é vital. Eu não consigo enxergar alguém que nasce de novo e começa a caminhar com o Senhor, não entrar em uma jornada de identidade”, disse Laura em entrevista ao Guiame durante o ASU 2017.

A cantora explica que os conflitos de identidade tiveram seu início no Éden, quando o pecado entrou na humanidade. “Quando o homem se separou de Deus, ele perdeu a noção de quem era porque perdeu o contato vital com o Criador, o Pai dele. Então conhecer Jesus, conhecer o coração do Pai, é um resgate da nossa identidade”, afirma.

“Deus é amor e nós, como seres humanos neste mundo, temos muitas experiências com coisas opostas ao amor, coisas que nos quebram, que nos ensinam mentiras a respeito de Deus, a respeito de nós mesmos. Se a gente caminha em Jesus, a gente caminha com a verdade e passa a entender quem nós somos”, Laura acrescenta.

Engana-se quem acredita que esse processo exige esforço. Segundo Laura, o conceito de esforço é oposto ao Evangelho, que determina uma porção de amor gratuita da parte de Jesus Cristo.

“Dentro de nós existe algo ou alguém — que somos nós mesmos — querendo coisas opostas a Deus. Contra a carne nós militamos, essa luta é real. Mas não há uma luta para eu ser amado por Deus. Eu faço luta contra a carne para habitar na realidade de quem eu sou”, disse a cantora.

Novidades

Desde o início do ano, Laura tem passado grande parte de seu tempo nos Estados Unidos, onde estuda no Instituto Cristo para as Nações (CFNI, na sigla em inglês). “Tem sido um tempo incrível, eu senti a mão do Senhor me guiar para esse período lá”, disse ela. “Dessa fase eu espero que venham coisas novas”.

Entre as coisas novas está um projeto para seu primeiro álbum. “Apesar do Fornalha ter se tornado um álbum e estar nas plataformas digitais, ele não foi planejado, foi uma noite de adoração gravada. Mas eu tenho o desejo de fazer o meu próprio álbum. Não tinha sentido o sinal verde de Deus, mas agora estou amadurecendo esse projeto dentro de mim”.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições