Marisa Lobo comenta o processo e a perseguição religiosa que enfrentou: "Não podemos nos calar"

A pregação foi ministrada na Primeira Igreja Batista de Recife em novembro de 2014, logo após o resultado da anulação da cassação de seu registro profissional.

Fonte: GuiameAtualizado: domingo, 31 de maio de 2015 18:20

Neste domingo (31), o Portal Guiame teve acesso ao trecho de uma pregação da psicóloga Marisa Lobo, na qual ela compartilhou parte do seu testemunho sobre o longo processo que enfrentou com acusações feitas pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná de que ela teria usado induzido pacientes com princípios religiosos.

A pregação foi ministrada na Primeira Igreja Batista de Recife em novembro de 2014, logo após o resultado da anulação da cassação de seu registro profissional.

No mês de maio de 2014, Marisa foi julgada pela segunda vez no Conselho Regional de Psicologia e teve o seu registro profissional cassado. Porém em novembro do mesmo ano, a decisão foi anulada por um juiz que avaliou o caso e considerou a decisão do CRP descabida.

Em sua ministração na PIB de Recife (PE), Marisa comentou a situação desgastante que viveu durante aqueles dias.

"É um sofrimento, não é? Você lutando para fazer a coisa certa, acreditando em Deus e parece que tudo dá errado. Tudo dava errado, mas eu continuava. Por que eu estou dizendo isto para vocês? Porque não dá mais para a gente ficar quieto no nosso banquinho aqui. As pessoas estão morrendo lá fora", alertou.

 

Atualização
No dia 22 de maio deste ano (2015), Marisa Lobo foi novamente a julgamento, porém desta vez, no Conselho Federal de Psicologia, que atendeu a uma apelação do Conselho Regional do Paraná.

A psicóloga cristã contou com o apoio de amigos, parlamentares, pastores e pessoas de todo o Brasil que protestaram contra a possibilidade da profissional ter o seu registro novamente cassado.

A decisão do Conselho Federal de Psicologia foi novamente favorável à psicóloga, não teve o seu registro profissional cassado.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame