Pais de bebê prematura dizem que Deus manteve a vida da filha: "Vivemos milagres"

A pequena Watson nasceu com apenas 25 semanas de gestação, pesando pouco mais de 300 gramas. Os pais da bebê afirmam que em poucos meses, vivenciaram "um livro de milagres".

Fonte: Guiame, com informações do Christian TodayAtualizado: sexta-feira, 5 de maio de 2017 15:33
A pequena Watson nasceu com apenas 25 semanas de gestação, pesando pouco mais de 300 gramas. (Foto: Today.com)
A pequena Watson nasceu com apenas 25 semanas de gestação, pesando pouco mais de 300 gramas. (Foto: Today.com)

Um casal cristão do Texas afirmou que a fé de sua família foi essencial para a sobrevivência milagrosa de seu bebê que nasceu prematuro, com apenas 25 semanas de gestação, pensando pouco mais de 300 gramas.

Lacey e Wynne Breeden estavam cheios de alegria quando finalmente trouxeram para casa a pequena Watson, sua pequena bebê que alvo deste milagre, na última terça-feira (2), depois de passar seis meses em um hospital, após seu nascimento em outubro do ano passado, informou o site Today.com.

Durante seu tempo no hospital, Watson submeteu-se diversas cirurgias ​​e ficou constantemente respirando com a ajuda de aparelhos de oxigênio, dentro de uma incubadora.

"Acho que nossa fé nos fez passar por aqueles dias escuros, nos quais era incerto se ela ia sobreviver", disse Lacey. "Só estou tentando viver uma hora de cada vez".

Wynne disse que o que eles vivenciaram nos últimos meses equivale a "um livro inteiro de milagres".

A emissora KXAS-TV relatou que o casal esteve nas orações de muitas pessoas, durante o tempo em que a bebê esteve internada no hospital 'Baylor University Medical Center', em Dallas, Texas.

Os médicos disseram que Watson era o menor bebê que já passou por aquele hospital. Um deles chegou a reconhecer que o fato do bebê ter sobrevivido não poderia ser explicado apenas pela ciência.

"É pouco dizer que isso é um milagre, é realmente difícil colocar isso em palavras, o fato de que o bebê ainda está progredindo bem", disse o Dr. Enrique Rios, neonatologista do 'Baylor Dallas'. "Este é de longe, o menor bebê que eu já vi."

Rios disse que Watson tem contrariado as probalidades científicas, considerando que bebês do seu tamanho geralmente só têm uma chance de 20 a 30% de sobrevivência.

 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame