Muçulmana se converte e evangeliza toda sua família: "Jesus começou Sua obra em mim"

Nadia ganhou um Novo Testamento de um amigo cristão e quando começou a ler aquelas páginas, descobriu o quanto estava sedenta pelo Evangelho.

Fonte: Guiame, com informações do Premier ChristianityAtualizado: sexta-feira, 9 de junho de 2017 17:17
Muçulmana se assenta para ler. (Foto: openDemocracy)
Muçulmana se assenta para ler. (Foto: openDemocracy)

Quando tinha apenas 10 anos de idade, Nadia - nascida e criada em uma família muçulmana - não se surpreendeu ao saber que seu pai assinou seu contrato de casamento, para depois se casar com um homem de 20 anos.

A experiência de Nadia não é incomum na República Islâmica do Irã. O que também não estava fora do comum na sociedade onde ela vivia, era o vício de seu marido em ópio (o Irã tem a maior taxa de dependência de drogas no mundo). As drogas também acabaram destruindo as vidas dos irmãos dela.

Um foi condenado à prisão por ter matado um homem em uma briga por drogas e o outro acabou cometendo suicídio.
Um dia, o primo de Nadia, que recentemente havia se tornado cristão, deu a ela (em segredo) um Novo Testamento, traduzido para o idioma persa.

Com a Escritura Sagrada nas mãos, Nadia começou a orar: "Deus, mostre-me a Sua verdade".

Ao ler as palavras contidas naquele Novo Testamento, Nadia descobriu o quanto estava sedente por conhecer mais sobre Jesus e o Seu amor.

"Eu senti o meu coração abrir como se fosse uma porta velha. No meu interior eu sentia que tudo estava muito quente e sedento. Era como beber água fresca e não querer mais parar", contou.

"A partir daquele momento, Jesus começou o trabalho Dele em mim. Era uma felicidade nova, até um tanto estranha para mim naquele momento. Nunca tinha sentido algo igual", acrescentou.

Dentro de uma semana, ela evangelizou seu marido e seus três filhos e todos se entregaram a Jesus.

A notícia que já era boa melhorou ainda mais. O que a Nadia experimentou também aconteceu com milhares de outros homens e mulheres em todo o Irã e em grande parte do mundo muçulmano.

 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame