Menina é curada de leucemia

Menina é curada de leucemia

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:24

A leucemia é uma doença maligna que se instala nos glóbulos brancos (leucócitos), sendo, geralmente, de origem desconhecida. Tem como principal característica o acúmulo de células jovens anormais na medula óssea, que substituem as células sanguíneas normais. "Os sintomas são subjetivos, e se um deles aparecer - febre, anemia ou manchas roxas - é preciso ter cautela. O indicado é ir o mais rápido possível ao médico para fazer um exame de sangue", explica a chefe do Serviço de Hematologia do Hospital do Inca (Instituto Nacional de Câncer), Jane Dobbim.

O câncer na infância e na adolescência está entre as principais causas de morte de crianças e jovens brasileiros, segundo o Inca. As leucemias, os linfomas e os tumores do sistema nervoso central são as principais causas de morte, por doença, entre cinco e 18 anos. Em menores de cinco anos, a doença é uma das principais causas de morte.  Estima-se que possam surgir 9.890 novos casos de câncer no Brasil por ano, na faixa etária até 19 anos. Conhecer melhor as informações disponíveis sobre a doença no País, suas características diferenciais e ocorrência regional, as experiências de diferentes serviços e as propostas que já alcançaram êxitos são os primeiros passos para o enfrentamento responsável do problema.

Poder da fé

Graças ao poder sobrenatural da fé, a pequena Mayanne Lívia de Souza, de seis anos, está fora dessa trágica estatística. De acordo com a mãe, a dona-de-casa Suellen da Silva Souza, 24 anos, o câncer da filha já estava avançado, pois de acordo com o pediatra já existia 95% de blastos (células anormais) no sangue.

"Minha filha ficou com o corpo todo inchado, mal conseguia enxergar. Teve febre durante um mês e não havia remédio para abaixar a temperatura e amenizar os sintomas", lembra.

Suellen conta que até então os médicos não revelaram o diagnóstico da filha, apenas pediram autorização para interná-la a fim de realizar novos exames. A doença só foi revelada após o agravamento da mesma e a necessidade de encaminhá-la a um hospital público especializado em tratamentos de câncer em Belém, no Pará.

"Quando soube da seriedade da doença, parecia que tinha perdido o chão. Fiquei desesperada. Foram meses de sofrimento! Minha filha passou pelo tratamento de quimioterapia e ficou totalmente careca e debilitada. Por ser um medicamento muito forte, ela sofreu três paradas respiratórias. Teve que depender de aparelhos para respirar. Um dos médicos confessou que somente um milagre poderia salvá-la", lembra.

Por meio da fé sobrenatural, Suellen pôde constatar o milagre da cura na pequena Mayanne. "Perseverei em oração. Não aceitei perder a minha filha para a doença porque,  através da palavra de Deus, descobri que o Senhor Jesus levou na cruz todas as enfermidades! Ele não esqueceu minha filha. O meu clamor chegou até os céus", relata emocionada.

"Mayanne é uma criança saudável, inteligente e estudiosa. Os médicos admiram a resistência física dela, pois não restou sequela alguma da doença", testemunha Suellen.

Por: Ana Paula Velasco

Siga-nos

Mais do Guiame