Guerrilheiro se entrega a Jesus após ser confrontado por pastor: "Deus me perseguiu"

Hassar* se viu sem saída e decidiu clamar a Deus, provando de Seu poder e graça.

Fonte: GuiameAtualizado: segunda-feira, 13 de agosto de 2018 14:29

Há décadas, a Igreja tem sido vista pelos traficantes de drogas da Colômbia como uma ameaça, o que tem gerado ainda mais perseguição aos cristãos da região. Porém o missionário Marcos Cruz relatou que pastores valentes e cientes da urgência da obra de Deus têm feito a diferença neste contexto perigoso.

"As pessoas têm um emprego na plantação de coca e quando se convertem, quebram a cadeia produtiva. A pessoa fala: 'Isso não está certo, eu vou sair' e aí é ameaçado de morte", explicou o missionário. "A gente tem que ser sal e luz, gente. A Igreja é sal e luz na Colômbia e quando uma pessoa que participava desse processo de produção se converte, quebra o esquema. Aí os traficantes ficam bravos".

Hassar* era o chefe de um grupo de guerrilheiros das FARC, na Colômbia e já havia ordenado a morte de diversos cristãos, que por terem se convertido, desestabilizavam a produção de coca nas fazendas, além de também ser responsável pelo assassinato de pastores que evangelizavam nas regiões rurais colombianas.

O missionário explicou que não era comum que o chefe de um grupo matasse pessoalmente um pastor ou cristãos, mas sim que ordenasse outros homens do bando a fazê-lo. Porém, certo dia, Hassar decidiu que ele próprio "faria o trabalho" de assassinar um pastor.

"Só que ele encontrou um pastor valente. Aí ele encontrou o pastor e falou assim: 'Sai daqui, eu sou chefe de uma tropa e se quiser, eu tiro a sua vida. Sai dessa região'. Ele estava armado, mas o pastor também estava armado", contou o missionário, erguendo a Bíblia na mão.

"O pastor falou o seguinte, segurando a Bíblia: 'Deus disse para eu pregar a Palavra de Deus. Você pode fazer o que quiser, até tirar a minha vida, mas daqui eu não saio", contou o missionário.

"Aquela foi a primeira vez que um guerrilheiro teve medo", disse Hassar, segundo relato de Marcos.

Hassar mandava nas pessoas e as pessoas obedeciam, mas aquele pastor o enfrentou com suas armas, a sua Bíblia e sua fé em Jesus.

"Deus está me dizendo que se você tirar a minha vida, você vai pregar o evangelho no meu lugar", afirmou o pastor, segundo Marcos.

A partir de então, nenhuma das emboscadas do grupo de Hassar teve sucesso.

"Quando eu ia fazer um ataque a uma igreja, a uma comunidade, Deus me perseguia", disse o ex-guerrilheiro.

A Emboscada

Até que certo dia, Hassar recebeu a missão de atacar uma central de energia com seu grupo, para prejudicar o exército colombiano.

Chegando ao local, o grupo percebeu que uma emboscada os esperava. Todos fugiram e Hassar não conseguiu seguir os outros guerrilheiros e suas balas acabaram no combate. Ao se ver sem saída, Hassar decidiu orar.

"Deus daquele pastor, eu não acredito que você existe. Mas se você me livrar dessa emboscada, vou pregar o evangelho e vou serví-lo pelo resto da minha vida", disse ele em sua oração.

O missionário Marcos conta que Deus simplesmente tirou Hassar daquele local e após isso, acabou realmente se entregando a Jesus. Hoje, o ex-guerrilheiro é um pastor e evangelista na Colômbia.

*O nome dado ao ex-guerrilheiro é fictício para preservar a segurança dele.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame