Escritor diz que visão de Jesus o encorajou na luta contra o câncer: "Não sou escravo do medo"

Nabeel Qureshi contou que sua visão o levou a acreditar que Deus tem transformado o câncer em uma oportunidade de amadurecer e glorificar Seu nome incondicionalmente.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: sexta-feira, 24 de março de 2017 15:50
Nabeel Qureshi. (Foto: Ravi Zacharias International Ministries)
Nabeel Qureshi. (Foto: Ravi Zacharias International Ministries)

O proeminente apologista cristão Nabeel Qureshi, que está lutando contra o câncer de estômago em estágio 4, disse que Jesus apareceu recentemente a ele em um sonho e deu-lhe uma ordem inusitada depois que orou para que Deus lhe desse mais orientação enquanto continua sua dura batalha contra a enfermidade e se submeten a desgastantes sessões de quimioterapia.

Qureshi, um ex-muçulmano de descendência paquistanesa e nascido nos EUA, se converteu ao cristianismo e é atualmente um escritor ligado ao ministério de Ravi Zacharias.

No ano passado ele anunciou que foi diagnosticado com um tipo grave de câncer de estômago e que ele só tem uma chance de 4% de sobreviver para além dos próximos cinco anos.

Em uma atualização de vídeo postada no YouTube no início deste mês, Qureshi pediu que as pessoas orem por ele, porque ele está tendo dificuldade de se alimentar, acrescentando que os últimos dias foram "muito difíceis" porque a radiação da quimioterapia causou algum tipo de inflamação.

Em seu post, ele também disse que teve uma visão de Jesus em um sonho ao final de fevereiro, depois de ter pedido a Jesus que se revelasse.

"Foi algo que eu nunca vi antes", detalhou Qureshi. "Muitas pessoas que estão deixando o Islã para se tornarem cristãs fazem isso porque viram Jesus em um sonho ou uma visão. Eu sempre tive sonhos e visões quando eu estava procurando a verdade sobre o cristianismo e o Islã, mas eu nunca cheguei a ver Jesus em um Sonho ou visão. Eu vi coisas que me levaram ao Evangelho. Fiquei emocionado por ter visto Jesus neste sonho recente. Eu estava orando por isso, eu estava pedindo orientação e acho que consegui o que buscava".

Enquanto Qureshi afirma ter visto Jesus, ele entende que algumas pessoas podem argumentar que sua visão possa ser um produto de sua própria mente.

"Entenda como você quiser, mas eu tinha orado, pedindo por uma visão ou um sonho com Jesus. Então eu tive esse sonho", disse ele. "Neste sonho, eu estava sentado em uma varanda de algum tipo de estrutura interna que era como um shopping. Era como um lugar grande e movimentado, de onde você pode olhar de um nível mais alto para um nível inferior... era como um piso de vidro com trilhos. Eu estava sentado lá esperando por Jesus, porque eu sabia que estava prestes a encontrá-lo. E então Jesus apareceu para mim".

Qureshi continuou explicando que sua visão foi surpreendente, pois não correspondia ao que ele esperava ver em seu sonho.

"A maneira como Ele apareceu para mim foi impressionante. Ele não estava brilhando. Algumas pessoas dizem que vêem muita luz em seus sonhos com Cristo. Eu não vi muita luz. Eu vi simplesmente um homem que devia ter seus 30 anos. O impressionante para mim é que sempre que eu vejo figuras de Jesus, olho as pinturas ou representações de artistas, eles costumam descrevê-Lo como um homem de meia idade com 40 anos de idade", continuou Qureshi.

"No meu sonho, vi um homem que tinha exatamente a minha idade, parecia com alguém do meu povo, bem apessoado, com uma pele um pouco mais clara, mas não tinha claros... com cabelos curtos, barba curta. Ele também usava uma faixa verde. O tecido tinha nele uma espécie de padrão de diamante", acrescentou.

Qureshi explicou que Jesus veio até ele e deu-lhe um grande abraço que o fez sentir-se "muito amado".

"Ele se sentou e conversou comigo. Infelizmente, não me lembro bem de tudo o que conversamos e isso está me incomodando", admitiu Qureshi. "Eu vou orar por isso. Se o Senhor quiser, Ele irá me lembrar do que nós falamos".

Nabeel Qureshi foi criado sob os princípios do islamismo, mas hoje é um proeminente escritor cristão e tem se dedicado à pregação do Evangelho. (Imagem: Youtube - reprodução)


A Mensagem
Entretanto, havia uma parte inusitada da conversa que Qureshi recordou e mais tarde o fez acreditar que era algo "profético".

"Eu me lembro dEle dizendo a palavra 'bebê' seguido das palavras 'banho de esponja", lembrou Qureshi. "Agora, isso não era exatamente o que eu estava esperando ouvir de Jesus - 'bebê' e 'banho de esponja' - mas essas são as únicas coisas que eu lembro do sonho, além do abraço, de como ele era e onde estávamos".

Quando Qureshi acordou de seu sonho, ele disse à sua esposa, Michelle, que ele precisava dar um banho em sua filha pequena e usaria uma esponja para isso. Então ele foi para o mercado, comprou uma esponja e voltou para casa, para dar o banho de esponja em sua filha.

"Este sonho pode ser algo que minha cabeça estava produzindo, mas se eu tenho orado por um longo tempo para a orientação de Jesus e Ele me aparece em um sonho, falando em 'babê' e 'banho de esponja', eu vou tentar descobrir o que Ele quer, dando um banho de esponja em minha filha", disse ele.

Considerando que a filha de Qureshi gosta de banhos e gosta de brincar com esponjas, ele disse que não esperava a reação de sua filha quando chegou a hora do banho. Ele explicou que quando ele a colocou na banheira e puxou a esponja, sua filha começou a chorar histericamente e pediu para sair dali, porque ela estava aterrorizada com um objeto aparentemente tão comum.

"Você tem que entender, eu tenho esperado o dia todo para dar-lhe este banho de esponja e eu tinha orado por isso. Isto não era o que eu estava esperando", disse o escritor, lembrando de suas palavras à sua filha.

A criança estava absolutamente aterrorizada ao ponto de se levantar, caminhar até a borda da banheira, olhar para a parede e continuar olhando para a esponja aterrorizada, chorando", afirmou. "Do que você tem tanto medo?' Sou eu [e] a sua mãe que estamos aqui. Eu estou segurando a esponja. Está tudo bem, vamos apenas dar um pequeno banho rápido, por que você está com medo?", questionou ele à sua filha.


Interpretando
Qureshi disse que basicamente deu um banho rápido em sua filha, lavando as costas e a cabeça da criança, para evitar mais choro. Depois de entregar sua filha para sua esposa para secá-la, ele então entrou em seu quarto de oração para orar e tentar entender o que acabara de acontecer.

"No momento em que entrei na sala e comecei a orar, me pareceu que aquilo poderia ter sido quase como um ato profético que vemos nas Escrituras. Muitas vezes vemos atos proféticos nas Escrituras e isso pode ter sido um", afirmou. "Basta dar-me o benefício da dúvida, Jesus me disse para dar [em minha filha] um banho de esponja e quando eu vou fazer isso, ela fica tão aterrorizada com a esponja que não quer mais continuar. Seu pai está segurando a esponja. Ela está aterrorizada e pedindo para ser resgatada, tanto que eu mesmo não tive condições de limpá-la da maneira que eu queria".

O escritor cristão começou a refletir sobre o significado que aquela ocorrência poderia ter e o que Deus poderia querer lhe mostrar com aquilo.

"Comecei a pensar que aquela poderia ser uma mensagem de Deus para mim. Ele estaria me mostrando o que está acontecendo na minha vida: Deus é meu pai e Ele tem me purificado, ou pelo menos Ele quer me purificar através disso que estou passando, através deste câncer, esta doença", afirmou.

"Eu não estou dizendo que foi a vontade de Deus o surgimento deste câncer em mim, mas o que estou dizendo é que se você tem uma doença, pode glorificar a Deus através dela e você pode se purificar com isso. Você pode aprender com ela, se tornar uma pessoa melhor e dar a Deus a glória através dela", declarou.

Qureshi concluiu que o medo de sua filha na banheira era o simbolismo para seu próprio medo.

"O que estou dizendo é que aqui está esta oportunidade para a purificação e para eu glorificar a Deus, mas estou muito apavorado com esta doença que eu não estou fazendo a obra de purificação - Mesmo que tudo esteja nas mãos de de meu Pai", ele raciocinou. "Eu me pergunto se essa era a mensagem que Deus estava me dando".

Qureshi afirmou que a situação o fez resolver "não ser um escravo do medo" ou "orar tão fervorosamente pela cura do medo".

"Agora, isso não significa que eu não posso orar por cura, mas eu não deveria ser motivado pelo medo", disse ele. "Acho que estava deixando isso acontecer comigo. Esta doença está nas mãos do meu Pai."

Siga-nos

Mais do Guiame