"Se Jesus está em você, tem que ter uma revolução", diz pastor ex-drogado

O pastor conta que passou a fazer uso de drogas aos 13 anos, mas foi libertado quando se entregou a Jesus.

Fonte: Guiame, com informações da LagoinhaAtualizado: segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018 15:56

A vida do homem pode ser transformada quando Jesus entra em seu coração. O passado fica para trás e há mudanças profundas com o passar do tempo. Para o pastor Léo Matos, essa transformação foi muito significante. Ele começou a fazer uso de drogas aos 13 anos, mas hoje fala de Cristo aos jovens.

Em ministração no evento Interteen, o pastor da Igreja Batista Central de Belo Horizonte deu uma mensagem impactante com base em 1 Coríntios 6.19-20. Com o tema “Destravando o sobrenatural”, ele alertou sobre o poder de Deus em nossas vidas e iniciou sua pregação falando um pouco de seu testemunho.

“Eu não tive o privilégio de nascer em um lar cristão”, iniciou. Léo contou que na adolescência, percebeu que precisava de algo e diz que começou a buscar algo que pudesse completar seu vazio. Ele ainda não sabia que somente Jesus poderia preencher esse vazio. “Essa necessidade se buscar a Deus ele mesmo colocou em nós”.

Léo Matos disse que fumou o primeiro baseado aos 13, 17 anos atrás. Quando se aprofundou nas drogas, ele teve overdose e também entrou para o tráfico. Léo fumava na porta da escola, dentro da escola e vendia para as pessoas. Mesmo assim, seu vazio só aumentava. O pastor revelou que até os 18 anos, ninguém havia falado de Jesus para ele e salientou: “Aproveite a oportunidade de já conhecer Jesus tão novo”.

A Igreja de hoje

O pastor Léo Matos aproveitou para alertar que quando não levantamos essa geração, eles permanecem sentados: “Adolescente e jovem você é a igreja de hoje”, disse ele. “Você não é apenas uma placa para apontar para Jesus, você é uma bifurcação e, ao encontrar com você, a pessoa tem q tomar uma decisão, se segue Jesus ou não”, acrescentou.

Ele conta que, quando se converteu, teve uma transformação completa em sua vida. “Quando me converti, minha vida não melhorou, não aperfeiçoou, eu nasci de novo”, disse. Ele disse que na conversão, o espírito é regenerado e o Espírito Santo passa a habitar dentro do cristão. “Ele não é um hóspede. Quando Ele vem, é um selo para a eternidade”, ressaltou.

Léo insistiu com os jovens se eles tinham noção de que seus corpos são santuários do Espírito Santo. De acordo com o líder, passamos a entender que temos tanto valor, que fomos feitos com as mãos de Deus. “Você não foi comprado por ouro ou prata, mas pelo precioso sangue de Jesus”.

Lé ainda revelou que teve tanta noção de que seu corpo era de Deus que fez um pacto de não beijar mais a sua namorada, que hoje é sua esposa. O pastor da IBC entendeu que tinha valor “demais” e que ela tinha valor “demais” para Deus também. Ele ministrou sobre não ficar nem um único dia sem falar com o Espírito Santo. Sobre pessoas que passam dificuldades e não se ajoelham para falar com Ele.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame