Quem morre por Jesus não é derrotado e sim vitorioso sobre o diabo, diz Luciano Subirá

O pastor Luciano Subirá compartilhou como ele entendeu pela Bíblia, que a morte em nome de Cristo é verdadeiramente uma vitória sobre o inimigo.

Fonte: GuiameAtualizado: terça-feira, 30 de maio de 2017 20:13

Morrer por Jesus não é nenhum tipo de perda ou derrota, mas sim vitória. Este pensamento foi amplamente colocado e biblicamente embasado pelo pastor Luciano Subirá, durante uma das conferências do ministério Jesuscopy.

Em sua pregação, intitulada "Decida Perder", o pastor, já ao final de sua mensagem, confessou que ele mesmo tinha uma visão errada sobre o martírio de cristãos, porém a própria Palavra de Deus o trouxe um novo olhar sobre a questão.

"Eu descobri, olhando para a vida dos mártires, que durante muito tempo, eu equivocadamente achava que quando um crente morria, ainda que martirizado, que o diabo de alguma forma tinha parado e silenciado uma testemunha. Eu dizia na minha cabeça: 'Puxa, se tivesse vivido mais tinha pregado mais, tinha ganho mais gente... ainda bem que foi salvo, manteve um bom testemunho', mas na minha cabeça eu pensava: 'perdeu", confessou.

Subirá contou que lendo um trecho de Apocalipse, ele passou a entender melhor a honra que envolve o martírio.

"Até que um dia eu estou lendo Apocalipse 12:11. A Bíblia fala de um grupo de crentes que venceram o diabo. Eles venceram pelo sangue do cordeiro, pela Palavra do seu testemunho e a Bíblia diz: 'Porque não amaram as suas vidas até à morte", explicou.

O pastor destacou que o martírio não implica em qualquer tipo de derrota, mas sim uma grande vitória sobre Satanás.

"Quando um crente se dispõe até o fim, dizendo: 'Eu morro, mas não nego a Jesus! Não volto atrás', ele nunca perdeu do diabo. Até porque o diabo não é besta. O martírio só fortalece a causa, e não apenas a causa do cristianismo", destacou.

"Qualquer causa, em qualquer época da história da humanidade... quando você estuda um pouco a História, vê que o martírio só fortalece uma causa. Porque quando outros começam a olhar gente disposta a dar a vida por aquilo, dizem: 'Tem algo mais sério e importante nisso do que a gente consegue entender ou mensurar", acrescentou.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame