"O Evangelho dos evangélicos está formando fãs gospel", alerta pastor

O pastor Renato Vargens alertou em pregação recente que a mensagem do Evangelho tem sido distorcida no chamado 'mundo gospel'.

Fonte: GuiameAtualizado: sexta-feira, 16 de junho de 2017 15:05

"Você está com Cristo por causa das promessas de prosperidade ou porque Ele é o seu salvador?". O questionamento um tanto provocativo foi feito pelo pastor Renato Vargens em uma de suas pregações recentes, na qual chamou a atenção dos cristãos para o perigo da distorção do Evangelho nos dias atuais.

Segundo o teólogo, é preocupante a falta de conteúdo bíblico em muitos púlpitos - seja nas mensagens das pregações ou das músicas cantadas durante os cultos.

"Nossos púlpitos estão cheios de pastores ineptos, que em vez de pregar o Evangelho, estão pregando sofismas e afirmando jargões, os quais muitas vezes estamos cansados de ouvir, como: 'Você não foi criado para ser cauda, você é cabeça'; 'Olha para a pessoa que está ao seu lado e diga que ela é uma vencedora", lamentou o pregador.

"A responsabilidade de conduzir o culto não está batuta do baterista, nem nas letras inconcebidas de músicos, incapazes de compor boas canções por não possuírem boa teologia. O que nós precisamos é de uma teologia que faça com que músicos componham músicas que glorifiquem a Deus e exaltem o nome do Cordeiro", acrescentou.

Renato Vargens lembrou que a falta de conteúdo e conhecimento bíblico tem levado muitos evangélicos a caírem no erro da idolatria, passando a glorificar 'personalidades gospel'.

"Quando ministramos a verdade de Cristo, meus irmãos, Cristo é glorificado. O problema é que o Evangelho dos evangélicos promove fãs clubes gospel", alertou.

Segundo o pastor, o Evangelho genuíno pode ser reconhecido quando se comprovam duas características: a exaltação de Cristo e a humilhação do homem.

"O Evangelho glorifica a Cristo, mas não somente isso. O Evangelho humilha os homens. É impossível ouvir o Evangelho e não chorar", afirmou. "Dr. Martin Lloyd Jones costumava dizer o seguinte: 'Toda vez que o Evangelho é pregado, ele confronta o homem nos seus delitos e pecados'. A luz do Evangelho faz com que a gente olhe para a gente mesmo e descubra que a nossa humildade é soberba [...] e louvemos a Deus porque Cristo morreu em nosso lugar".

 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame