Tribunal decide que estátua de Jesus Cristo deve permanecer instalada no alto de uma montanha, nos EUA

A organização ateísta 'Freedom From Religion Foundation' (FFRF) já recorreu três vezes à decisão do tribunal, para tentar a remoção da estátua e afirmou que não pretende desistir.

Fonte: Guiame, com informações do Christian Head LinesAtualizado: segunda-feira, 7 de setembro de 2015 11:02
Estátua se localiza no alto de uma montanha, no estado de Montana, ao norte dos Estados Unidos (EUA).
Estátua se localiza no alto de uma montanha, no estado de Montana, ao norte dos Estados Unidos (EUA).

O Nono Circuito de Apelações confirmou uma decisão anterior para permitir que uma estátua de Jesus Cristo permaneça em uma montanha, no estado de Montana (norte dos EUA).
 
De acordo com o 'Christian Examiner', a estátua, conhecida pelos habitantes locais como 'Big Mountain Jesus' ('Jesus da Grande Montanha'), foi erguida pelos Cavaleiros de Colombo em 1954 como um memorial aos seus camaradas, mortos durante a Segunda Guerra Mundial e como uma lembrança de santuários religiosos que viu quando passou pela Europa. A estátua ficou instalada no topo da montanha por 60 anos.
 
Em 2012, a organização ateísta 'Freedom From Religion Foundation' (FFRF) tentou conseguir a remoção da estátua. No entanto, o Serviço Florestal, que originalmente emitiu aos 'Cavaleiros de Colombo', uma licença para erguer a estátua, renovou a autorização, permitindo que o monumento permaneça.
 
A FFRF então processou o Serviço Florestal e perdeu, mas recorreu da decisão do tribunal. Em 2013, a FFRF perdeu o caso nesta terceira instância, e neste ano perdeu a causa novamente, mas diz que vai mais uma vez recorrer da decisão do tribunal. Até o momento a estátua 'Big Mountain Jesus' está segura.
 
Eric Baxter, conselheiro sênior do Fundo Becket para Liberdade Religiosa, comentou sobre a decisão do tribunal:

"A Freedom From Religion Foundation queria usar a Primeira Emenda como argumento para remover a 'Big Mountain Jesus' da nossa memória, mesmo que assim acontecesse, o Tribunal de Justiça reconheceu a estátua uma parte crucial da história de Montana", disse Baxter. "Graças a Deus pelo senso comum".

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame