Traficantes procuram pastor para se unir contra a 'Igreja da Maconha' nos EUA

O pastor Bill Jenkins acredita que os traficantes temem a concorrência do grupo religioso recém-criado. Ele criticou a igreja, afirmando que sua pretensão de ser uma religião é uma "desculpa falsa para se promover".

Fonte: Guiame, com informações de The Christian PostAtualizado: quinta-feira, 2 de julho de 2015 18:55
O músico Bill Levin é o fundador da Igreja da Maconha. (Reprodução/ The New York Times)
O músico Bill Levin é o fundador da Igreja da Maconha. (Reprodução/ The New York Times)

 

Traficantes locais do Estado de Indiana, nos Estados Unidos, procuraram a ajuda de um pastor para se unirem contra a Primeira Igreja da Cannabis, uma organização dedicada ao uso recreativo da maconha.

O pastor Bill Jenkins, que 
serve na Igreja de Atos – localizada na mesma rua do novo prédio da Igreja da Maconha – acredita que os traficantes temem a concorrência do grupo religioso recém-criado. Ele criticou a igreja, afirmando que sua pretensão de ser uma religião é uma "desculpa falsa para se promover". Jenkins fará um protesto em frente ao prédio do grupo cannabis no primeiro culto.

"Eu não acredito que é uma religião, eu acredito que é uma casa de drogas", disse Jenkins para o US News.

A Igreja da Cannabis adquiriu seu primeiro edifício no dia 1 de Julho, mesmo dia em que a controversa Lei de Restauração da Liberdade Religiosa de Indiana entra em vigor.

Originalmente, o  grupo esperava se basear na nova lei para usar livremente a maconha de maneira recreativa durante o seu primeiro culto, um ato que ainda é considerado um crime em Indiana. Ao perceber o erro, seu fundador, o músico Bill Levin, mudou de tom e disse que desencorajou os membros a levar maconha para o culto.

Ele ainda acrescentou que se um membro desobediente o fizer, correrá o risco de ser preso. 
Levin concordou em deixar um policial assistir à reunião.

Ao invés de maconha, Levin disse que vai acender um charuto durante a reunião e está à espera de confirmação judicial para começar a usar a droga para fins recreativos durante os cultos.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame