Rebeca Andrade canta louvor em entrevista ao vivo: “É a fé que faz o herói”

A medalhista olímpica cantou a música A Fé Faz o Herói, da cantora gospel Jamily.

Fonte: GuiameAtualizado: terça-feira, 3 de agosto de 2021 14:10
Rebeca Andrade em entrevista ao vivo durante participação no Oyaho. (Foto: SporTV)
Rebeca Andrade em entrevista ao vivo durante participação no Oyaho. (Foto: SporTV)

A ginasta Rebeca Andrade escolheu louvar a Deus durante uma entrevista ao vivo nesta segunda-feira (2) na programação do SporTV, um canal por assinatura do Grupo Globo, após um pedido da repórter para cantar uma música.

Durante a entrevista, a repórter Karine Alves sugeriu que a ginasta de 22 anos adotasse a música “Sorriso Negro” nas apresentações das próximas Olimpíadas. “Não sei, tenho que conversar com o meu coreógrafo”, respondeu a medalhista.

A repórter chegou a cantar um trecho da música e disse à ginasta: “Só para te parabenizar e te agradecer por toda a representatividade, de todas as meninas desse Brasil, que com certeza vão estar se inspirando na Rebeca”.

“Agora você tem que cantar Beyoncé para nós”, insistiu a repórter. “Não, hoje eu vim para mostrar as medalhas, a minha ginástica…”, tentou desconversar Rebeca. “Uma palinha de qualquer coisa”, a repórter continuou pedindo. 

Para convencer a atleta a cantar, a repórter sugeriu que Rebeca escolhesse “a música que você pensou quando ganhou a medalha, que representa essa tua vitória”. Foi quando Rebeca começou a cantar “A Fé Faz o Herói”, da cantora gospel Jamily. 

Assista:

“Diga pra vida eu sou mais eu / Diga pro alvo aí vou eu / Flecha veloz nas mãos de Deus / Vá em frente o mundo é seu / Pois é a fé que faz o herói / Olha pra dentro de você / Só realiza quem constrói / A gente nasce pra vencer”, diz o trecho cantado por Rebeca.

No domingo (1º), a ginasta já havia pedido uma música de Jamily, “Conquistando o Impossível”, para celebrar sua vitória. 

A fé de Rebeca também vem de sua mãe, Dona Rosa. Em conversa com Galvão Bueno, ela revelou que a preparação da filha não foi feita apenas com treinos, mas foi também “na base da oração”.

"A preparação foi espiritual mesmo. Somos evangélicos, então nos preparamos espiritualmente, com muita oração e pensamento positivo, porque o restante teria de ser com ela. É muito treino e muita concentração. Então o que ela tinha de fazer, ela estava fazendo”, disse Dona Rosa. 

Com muito treino e oração, a atleta conquistou nos Jogos Olímpicos de 2021 a primeira medalha de ouro na ginástica artística para o Brasil e se tornou ainda a primeira mulher brasileira a conquistar duas medalhas numa mesma edição das Olimpíadas, já que havia conquistado a prata no individual geral.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame