Rapaz se entrega a Deus após ter peito perfurado em acidente: “Ele me deu uma chance”

Felipe Monteiro da Silva contou seu testemunho de vida na série “Saudade”, do cantor Thalles Roberto.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 10 Janeiro de 2020 as 12:07

Felipe Monteiro contou seu testemunho de vida na série “Saudade”, do cantor Thalles Roberto. (Foto: Reprodução/YouTube)
Felipe Monteiro contou seu testemunho de vida na série “Saudade”, do cantor Thalles Roberto. (Foto: Reprodução/YouTube)

Foi no “vale da sombra da morte” que Felipe Monteiro da Silva entregou sua vida a Deus. Sua história foi publicada nesta terça-feira (7) na série “Saudade”, no canal do cantor Thalles Roberto no YouTube.

Felipe conta que sempre teve uma forte relação com o número 23 e acreditava que iria morrer aos 23 anos. Sua crença se tornou ainda mais convicta depois que ele visitou uma igreja próxima à sua casa e recebeu uma profecia: se você não permanecer nos caminhos do Senhor, você vai morrer.

“Eu saí da igreja, continuei minha vida e não segui o Senhor”, disse Felipe à Thalles Roberto, que o visitou no salão de cabeleireiro onde o rapaz trabalha. 

No dia 25 de fevereiro de 2016, depois de beber com alguns amigos, Felipe sofreu um acidente de moto e teve o peito perfurado por uma barra de ferro. “Quando eu estava encravado no ferro, eu pensei: ‘É Deus, vai se cumprir. Realmente eu vou morrer aos 23 anos’”.

“Eu me desprendi daquele ferro e encostei nele, para morrer com menos sofrimento. Foi então que eu lembrei das pessoas que falaram de Deus para mim, que Deus era na minha vida. E aí eu fechei meus olhos e clamei a Deus”, diz Felipe.

O rapaz lembra que não conseguia respirar e ouvia seu pulmão emitir um som semelhante ao de um compressor, “como se tivessem furado uma bolsa de ar”. Com o impacto do acidente, ele chegou a ver seu próprio coração bater. “Eu vi meu coração e meu pulmão sair para fora”, conta.

Naquele instante, ele decidiu entregar sua vida a Deus: “Eu fechei meus olhos, no meu último suspiro de vida, e disse: ‘Deus, se o Senhor me salvar, eu vou viver para Ti’”, relata.

Confira o testemunho completo: 

Quando abriu os olhos, Felipe lembra que viu uma mulher o socorrendo com uma gaze, tapando a lesão exposta. “Quando ela fechou o buraco, me veio o ar novamente”. Ele conta que ela passou a acalmá-lo e disse: “Deus me mandou aqui. Sou enfermeira chefe de um hospital e estou de folga hoje por um acaso”.

A enfermeira era Eliane Neri de Paulo, que mora em frente ao local do acidente. “Eu ouvi o barulho da moto caindo e saí para fora. Quando eu o vi, pensei: meu Deus, o que eu faço agora?”, lembra Eliane.

Depois de 1 hora e meia à espera do resgate, os exames apontaram que Felipe quebrou todas as costelas do corpo, perdeu 5 centímetros do baço, 4 centímetros do diafragma e 3 centímetros do fígado. Além disso, o rapaz teve que passar por um procedimento que drena o pulmão. 

“Eu passei pelo vale da sombra e da morte, e Deus me tirou com Suas mãos. Deus me deu uma oportunidade maravilhosa”, destaca.

Sua mãe, Elene Monteiro da Silva, lembra que os médicos disseram que era “muito difícil o Felipe voltar”, já que “ele não sabe mais respirar sozinho”. Nos meses de recuperação, ela se dedicou integralmente ao filho. 

Foi nesse período que Felipe passou a buscar a Deus como nunca antes. “Eu colocava os louvores e começava a crer naquilo que você dizia nas músicas, e fui me achegando a Deus”, disse o rapaz a Thalles. “Porque antes eu não conhecia, eu não tinha uma ligação. Mas a partir desse momento, eu comecei a ter uma intimidade com Deus”.

veja também