"Procurando Dory" é o primeiro filme da Pixar com personagem transexual

O filme tem levantado polêmicas na internet, desde que o trailer foi lançado. Internautas perceberam a presença de um possível casal lésbico em uma rápida cena.

Fonte: Guiame, com informações do site Cine PopAtualizado: quinta-feira, 16 de junho de 2016 13:40
Uma revelação confirmou a tentativa da Pixar em abordar questões de gênero no filme. (Foto: Reprodução).
Uma revelação confirmou a tentativa da Pixar em abordar questões de gênero no filme. (Foto: Reprodução).

No final do mês estreia a continuação do filme que foi grande sucesso em 2003. “Procurando Dory” dará prosseguimento à história da animação “Procurando Nemo” que emocionou as crianças e jovens que com a saga de Marlin. Dessa vez, a produção foca em Dory.

O filme tem levantado polêmicas na internet, desde que o trailer foi lançado. Internautas perceberam a presença de um possível casal lésbico em uma rápida cena. Em uma exibição especial para a imprensa, a Variety conferiu a produção e desmentiu a informação afirmando que “as personagens vistas no trailer aparecem apenas por alguns segundos, e não são desenvolvidas na trama ou possuem alguma fala”.

Apesar disso, uma revelação confirmou a tentativa da Pixar em abordar questões de gênero no filme. De acordo com a apresentadora Ellen DeGeneres, que dubla a peixinha Dory, o filme apresentará a primeira personagem transexual do estúdio, fazendo da trama a primeira animação da Pixar a trazer uma representante da comunidade LGBT.

“Há uma arraia que se chama Ray e agora está se tornando Rhonda. Então sim, existe um peixe transexual no filme”, afirmou para o USA Today. O Sr. Ray é uma arraia e professor na escola em que Nemo estudava antes de se perder no mar. Na sequência, o personagem aparece como Rhonda, após passar por uma transição de gênero.

“Todas essas coisas que vemos nos cinemas, na TV e na mídia estão acontecendo no mundo real. Precisamos mostrar o que está acontecendo. Todos nós devemos ser vistos e representados”, disse.

Ellen ainda comentou sobre as duas personagens supostamente lésbicas: “Não é só porque ela tem um corte curto que ela é lésbica”. A apresentadora se tornou a primeira a assumir a homossexualidade em 1997.

Campanha LGBT

A comunidade LGBT tem realizado campanhas nas redes sociais para que se tenha mais representantes gays, lésbicas e transexuais em filmes. Um exemplo disso foi a hashtag #GiveElsaAGirlfriend (Dê uma namorada para Elsa) que reclamou que a princesa da Disney deveria ter um interesse amoroso pelo sexo feminino na sequencia de "Frozen". Enquanto isso, outra hashtag, #GiveCaptainAmericaABoyfriend (dê um namorado para o Capitão América) estão esperançosos de que o personagem vai finalmente acabar com Peggy Carter.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame