Preso no corredor da morte pede à Justiça que pastor lhe imponha as mãos durante execução

John Henry Ramirez, de 37 anos, será executado na câmara da morte do Texas no dia 8 de setembro.

Fonte: Guiame, com informações de AP NewsAtualizado: quarta-feira, 18 de agosto de 2021 19:27
John Henry Ramirez, de 37 anos, será executado na câmara da morte do Texas no dia 8 de setembro. (Foto: Departamento de Justiça Criminal do Texas via AP).
John Henry Ramirez, de 37 anos, será executado na câmara da morte do Texas no dia 8 de setembro. (Foto: Departamento de Justiça Criminal do Texas via AP).

Um preso no corredor da morte no Texas, Estados Unidos, está lutando na Justiça para ter o direito de um pastor o acompanhar em sua execução e lhe impor as mãos, enquanto morre com uma injeção letal.

John Henry Ramirez, de 37 anos, será executado na câmara da morte do Texas no dia 8 de setembro deste ano. Os advogados do prisioneiro abriram um processo federal na cidade de Corpus Christi em 10 de agosto, depois que os funcionários da prisão estadual negaram o pedido de John. 

O processo pede ao juiz federal que permita que Dana Moore, pastor da Segunda Igreja Batista, uma congregação de Corpus Christi com cerca de 200 fiéis, estivesse presente durante sua execução e impusesse as mãos, enquanto Ramirez morresse. Segundo o processo, o pastor Moore ministrou a John por cinco anos.

Os funcionários do Departamento de Justiça Criminal do Texas, responsável pelo sistema prisional do Texas, não comentaram o caso. 

Ramirez foi condenado à pena de morte pelo assassinato, por esfaqueamento, de Pablo Castro, um trabalhador de uma loja de conveniência na cidade de Corpus Christi, de 45 anos, em 2004. De acordo com as autoridades, o homem foi esfaqueado após um roubo de 1,25 dólares. 

O preso já teve sua execução suspensa por duas vezes, a primeira em 2017 para conseguir um novo advogado, e em setembro de 2020, devido a pandemia da Covid-19. 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições