Pastores se reúnem com Bolsonaro para orar e falar “sobre a Igreja e o Brasil”

Jair Bolsonaro e ministros do governo federal receberam um grupo de pastores da nova geração no Palácio do Planalto.

Fonte: Guiame, Luana NovaesAtualizado: terça-feira, 20 de abril de 2021 12:58
Jair Bolsonaro e ministros se reúnem com pastores em Brasília. (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Jair Bolsonaro e ministros se reúnem com pastores em Brasília. (Foto: Isac Nóbrega/PR)

O presidente Jair Bolsonaro recebeu na tarde de segunda-feira (19) diversos pastores e líderes da nova geração, que se reuniram no Palácio do Planalto para orar e conversar sobre o Brasil e a Igreja.

O encontro foi marcado pelo pastor Fábio Sousa, da Igreja Fonte da Vida, que é ex-deputado federal, e contou com a presença de 19 pastores e líderes.

Entre eles, estavam Arthur Pereira, César Bianco, David Augusto Fernandes de Sousa, David Miranda Neto, Eduardo Nunes, Fred Arrais, Guilherme Rebustini, Leandro Barreto, Luca Martini, Michel Piragine, Nelson Júnior, Pastor Lipão, Gilberto Araújo, Gustavo Paiva, Norberto Neto, Silas Malafaia Filho, Paulo Sousa de França Júnior, Pedro Paulo Rosa e Samuel Cavalcanti.

Além do presidente da República, também estiveram presentes os ministros Luiz Eduardo Ramos, Chefe da Casa Civil; Fábio Faria, das Comunicações; Damares Alves, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos; Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência da República e André Mendonça, advogado-geral da União.

Mais cedo, Jair Bolsonaro havia tido um encontro com o pastor Silas Malafaia, representando o Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil (CIMEB). 


Presidente Jair Bolsonaro em encontro com o pastor Silas Malafaia. (Foto: Isac Nóbrega/PR)

De acordo com o pastor Lipão, fundador da Igreja Onda Dura, durante cerca de 2 horas, os líderes cristãos conversaram com Bolsonaro e seus ministros “sobre a igreja e o Brasil, em uma conversa super agradável e humana”. Em relato no Instagram, ele disse ainda que “no fim, oramos juntos pelo Brasil no Palácio do Planalto”.

Ele também compartilhou sua mensagem ao presidente, que foi dividida por ele em três pontos:

1. SOBERANIA: Deus deu a autoridade que você tem;

2. HUMILDADE: Tenha temor no exercício dessa autoridade porque não é somente aos homens, mas também a Deus que você responderá por ela;

3. SUBMISSÃO: Deus dá e Deus tira conforme Lhe agradar, porque Ele é o verdadeiro Rei dos reis.

Em um momento de divisão política, Lipão ainda incentivou os cristãos a orar por todos os governantes, “desde os da esquerda, até os da direita”.

“Se eu apoio o Bolsonaro? Para mim, e para nós cristãos, não deveríamos rebaixar o cristianismo a partidos e candidatos políticos, nosso Reino é do alto. Como o Rev. André Mendonça falou hoje na nossa reunião: ‘A cadeira presidencial é temporária, mas a Igreja está aí há 2000 anos. O cristianismo está acima da política’”, relatou Lipão. 


Presidente Jair Bolsonaro ao lado do pastor Lipão, da Igreja Onda Dura. (Foto: Instagram/Pastor Lipão) 

O pastor de Santa Catarina ainda lembrou do texto de ‭‭1 Timóteo‬ ‭2:1-2‬, que diz: “Em primeiro lugar, recomendo que sejam feitas petições, orações, intercessões e ações de graça em favor de todos, em favor dos reis e de todos que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida pacífica e tranquila, caracterizada por devoção e dignidade.”

“Como cristãos fomos chamados para ser a favor da paz e a favor da nação. Não fomos chamados para fazer guerra, mas para orar confiando em um Deus que é sobre tudo e todos”, observa Lipão. “Não deveríamos ser rasteiros como as pessoas do mundo são, mas devemos ser como a corça que não se suja com a lama do mundo em discursos histéricos e idólatras.”

Ele também destacou que a esperança dos cristãos não deve estar “nas autoridades humanas, mas no Deus que concede autoridade a alguns homens de acordo com seus desígnios.”

“Ore pelo Brasil! Em quem você vai votar é um problema seu, orar pelos nossos governantes é um problema de todos os cristãos”, finalizou.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame