Pastor é denunciado a programa antiterrorismo por questionar políticas LGBT em sermão

Bernard Randall foi suspenso por dizer aos estudantes que eles têm o “direito de pensar” sobre os pontos de vista tradicionais de casamento e gênero.

Fonte: Guiame, com informações do Premier Christian NewsAtualizado: segunda-feira, 7 de junho de 2021 18:05
O Rev. Dr. Bernard Randall era capelão da Trent College, na Inglaterra. (Foto: Christian Concern)
O Rev. Dr. Bernard Randall era capelão da Trent College, na Inglaterra. (Foto: Christian Concern)

Um capelão escolar foi denunciado a um programa antiterrorismo por fazer um sermão que questionava as políticas LGBT de uma escola vinculada à Igreja da Inglaterra.

O Rev. Dr. Bernard Randall fez o sermão na Trent College em junho de 2019, depois que a escola começou a trabalhar com a instituição “Educate and Celebrate”, que oferece treinamento de inclusão LGBTI+ para escolas, oferecendo a incorporação “identidade de gênero e orientação sexual na estrutura de sua organização”. 

O pastor disse que foi convidado por um aluno para falar sobre questões LGBT+. Na ocasiõ, ele ressaltou que os estudantes tinham “o direito de pensar” sobre os pontos de vista tradicionais sobre casamento, sexo e identidade de gênero.  

Em ainda disse aos alunos: “Visto que a Trento existe para educar meninos e meninas de acordo com os princípios protestantes e evangélicos da Igreja da Inglaterra, qualquer pessoa que disser que você deve aceitar princípios contrários, está colocando em risco o status de caridade da escola, e portanto, sua própria existência”.

Ainda em 2019, a escola tomou medidas disciplinares contra o Rev. Randall, depois que ele compartilhou o sermão com seus alunos. Foi enquanto examinava a documentação relacionada à ação disciplinar que Randall descobriu que ele também havia sido encaminhado para o Prevent, um programa antiterrorismo criado para impedir a radicalização no Reino Unido.

Em entrevista ao Premier Christian News, o pastor disse que seu mundo “desmoronou” quando percebeu que foi visto como um terrorista.

“Não é como se eles sentassem e dissessem: ‘Isso é o que sentimos que devemos fazer’. Descobri por acidente e, de repente, meu mundo desmorona, porque estou sendo acusado de ser um terrorista — que é a pior coisa que você pode acusar alguém em nossa sociedade, com base no que eu nem sei”, disse o reverendo.

A polícia mais tarde decidiu que o Rev. Dr. Randall não era um “risco de contraterrorismo” nem um “risco de radicalização”. Embora já se tenham passado dois anos desde o início do processo, o capelão afirma que ser considerado terrorista “ainda é uma ferida”.

“Felizmente, faltavam apenas alguns dias para a audiência disciplinar, onde tive a chance de fazer perguntas. Como parte disso, eu disse: ‘Vocês acham que a Igreja da Inglaterra é uma organização terrorista?’ O diretor respondeu: ‘Bem, não. E provavelmente deveríamos ter dito a você que a referência do Prevent voltou sem nenhuma ação adicional necessária’”. 

Em defesa da liberdade

Embora o processo tenha sido traumático, a situação levou o pastor a falar mais sobre a liberdade de expressão, especialmente como cristão.

“O bizarro de ser denunciado ao Prevent, que supostamente combate o extremismo violento, é que isso me levou a ser mais radical sobre a importância da liberdade de expressão. Não é extremismo violento, mas me tornou muito mais consciente disso como um problema. É um pouco irônico, agora estou mais propenso a falar sobre isso do que antes”, afirma Randall.

“Acho que, como cristão, falar da verdade é muito importante, pois Jesus disse: ‘Eu sou o caminho, a verdade e a vida’. Ele não disse: ;Eu sou a opinião, o sentimento e a experiência de vida’”, acrescentou o pastor. “Estou ainda mais convencido da importância de me levantar para falar a verdade e desafiar o que parece mentira em nossa sociedade”.

O reverendo Randall iniciou um processo legal contra a escola por discriminação, assédio, vitimização e demissão injusta. Uma audiência de trabalho está marcada para 14 de junho.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame