Papa Francisco se considera na terceira guerra e pede o fim do genocídio dos cristãos

"Muitos dos nossos irmãos e irmãs cristãos são perseguidos, torturados e mortos devido à fé em Jesus", lamentou o líder católico

Fonte: Guiame, com informações da Agência BrasilAtualizado: sexta-feira, 10 de julho de 2015 14:11
Papa Francisco
Papa Francisco

Durante uma visita à Bolívia, nesta quinta-feira (9), o Papa Francisco pediu o fim do genocídio de cristãos no Oriente Médio e em outros lugares também.

“Hoje, vemos com horror como, no Oriente Médio e outros lugares no mundo, muitos dos nossos irmãos e irmãs cristãos são perseguidos, torturados e mortos devido à fé em Jesus”, diss ele.

O pontífice ainda considerou a época de perseguições como uma terceira guerra e disse que isso precisa acabar, mas essa não foi a primeira vez que ele fez tal declaração.

A fala desta quinta-feira foi após Francisco ter pedido desculpa aos bolivianos pelos crimes cometidos pela Igreja Católica contra os povos indígenas na época da colonização das Américas.

“Digo-vos isso com arrependimento. Muitos pecados graves foram cometidos contra os povos nativos da América em nome de Deus”, afirmou.

 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame