Organizações sociais cristãs se mobilizam para ajudar no agravamento da Covid-19 na Índia

O país atingiu a marca de 200 mil mortos e enfrenta o aumento de casos de infectados, a superlotação de hospitais e a falta de remédios e oxigênio.

Fonte: Guiame, com informações do Christian HeadlinesAtualizado: quinta-feira, 29 de abril de 2021 19:54
Profissional de saúde leva paciente com Covid-19 em hospital de Nova Delhi, na Índia, neste sábado (24). (Foto: Adnan Abidi/Reuters).
Profissional de saúde leva paciente com Covid-19 em hospital de Nova Delhi, na Índia, neste sábado (24). (Foto: Adnan Abidi/Reuters).

A índia enfrenta a pior situação da pandemia da Covid-19 até o momento. Nesta quarta-feira (28), o país de 1,4 bilhões de pessoas, superou a marca de 200 mil mortos pelo coronavírus e um recorde de mais de 363 mil novos casos de infecções.

De acordo com o Ministério da Saúde da índia, nas últimas 24h foram registradas 3.293 mortes por Covid. A situação no país é preocupante já que os hospitais estão lotados e faltam suprimentos de remédios e oxigênio.

Em resposta à grave crise na Índia, organizações cristãs de ajuda humanitária tem se mobilizado para levar ajuda e esperança aos indianos.

A Samaritan’s Purse está apoiando um hospital local "fornecendo suprimentos médicos urgentemente necessários para reforçar sua capacidade", segundo o site da instituição. Trabalhando com parceiros locais, a organização cristã também está doando alimentos para mais de mil famílias em vulnerabilidade.

A Visão Mundial também está socorrendo a Índia na crise da Covid-19. A filial indiana da organização, está se preparando para distribuir cerca de 2,7 milhões dólares neozelandeses para leitos e concentradores de oxigênio para 93 hospitais.

 "Esta situação sombria está aumentando rapidamente e será necessário um esforço global gigantesco para ajudar o povo da Índia a colocar o COVID-19 de volta sob controle", disse Franklin Jones, chefe do departamento de Assuntos de Emergência Humanitária da Visão Mundial da Índia.

“A Visão Mundial da Índia está trabalhando em rede com o governo para garantir que as comunidades vulneráveis ​​tenham acesso aos cuidados de saúde de que precisam tão desesperadamente”, continuou ele. “Estamos trabalhando arduamente nas comunidades para garantir que as pessoas tenham acesso seguro, rápido e equitativo à vacina, trabalhando em estreita colaboração com as administrações distritais para apoiar os esforços do governo para alcançar mais pessoas”.

Segundo o diretor da organização social Gospel For Asia, John-Paul Dao, em entrevista ao Premier Christian News, os indianos mais pobres estão mais preocupados com a fome do que contrair Covid-19 e tem dependido das igrejas para se alimentarem.

Dao relatou que uma igreja na índia tem oferecido 500 refeições por dia para os necessitados e instituições de caridade têm se transformado em cozinhas comunitárias. O diretor da Gospel For Asia deu o exemplo de um homem que contou que não comia há oito dias enquanto viajava 800km em sua moto para alimentar a família.

“Estimamos que em algumas das principais estações de trem da cidade, todos os dias, cerca de 20 a 25 crianças terão sido colocadas em um trem por seus pais que não podem alimentá-los, junto com seus cinco ou seis irmãos. E fazem isso na esperança de que, quando chegassem à cidade grande, pudessem sobreviver pedindo esmolas ou apenas serem recebidos por uma família. Muitas vezes, eles se juntam a gangues ou coisas piores acontecem”, afirmou Dao.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame