Mulher sai ilesa após ter carro arrastado por trem: “Levei meus pensamentos a Deus”

Luciane informou que os dois não escutaram o aviso sonoro sobre a aproximação do trem até já estarem presos em cima da linha férrea.

Fonte: Guiame, com informações do MetrópolesAtualizado: quarta-feira, 28 de outubro de 2020 15:23
Carro de Luciane Aparecida foi arrastado por um trem; imagens circularam na última semana. (Foto: Reprodução / Globo)
Carro de Luciane Aparecida foi arrastado por um trem; imagens circularam na última semana. (Foto: Reprodução / Globo)

Um carro foi atingido por um trem, na quinta-feira (22), em Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro. A motorista do veículo freou em cima dos trilhos e tentou sair com o carro ainda em movimento.

Ao perceber que o trem se aproximava, o passageiro do carro desceu para tentar empurrar o automóvel e evitar a colisão. Entretanto, o veículo foi atingido na lateral e arrastado até a parada do trem.

O trânsito ficou interditado durante o atendimento da motorista, de 55 anos. Após o atendimento, o Corpo de Bombeiros informou que a mulher estava assustada, mas não sofreu ferimentos.

Um vídeo mostra o carro sendo arrastado por um trem após “morrer” em cima da linha férrea. A motorista do veículo, Luciane Aparecida, contou que o carro foi arrastado cerca de 50 metros.

Assista:

“Estou aliviada, viva. Estava descendo a ladeira e, quando parei, o trem já estava muito próximo. Fiquei muito nervosa e perdi o controle. Não sabia se eu parava ou continuava. Cheguei em cima da linha e o carro simplesmente morreu”, contou Luciane, no programa Encontro com Fátima, nesta segunda-feira (26/10).

O passageiro que aparece no vídeo tentando empurrar o carro é o marido da mulher. O casal ainda não sabe se o veículo sofreu perda total, pois eles ainda não resolveram o lado burocrático do acidente.

Apesar do susto, ela e o marido não sofreram nenhum machucado. Luciane informou que os dois não escutaram o aviso sonoro sobre a aproximação do trem até já estarem presos em cima da linha férrea.

“Eu saí tranquila. Meu marido chegou com as mãos na cabeça, estava olhando para dentro do carro e eu já estava fora. Na cabeça dele, eu estava morta. Estou com sentimento de gratidão, mas também triste pelo estrago do carro. Mas foi um milagre!”, disse Luciane.

“Levei meu pensamento a Deus. Achei que dali não sairia com vida. Foi uma providência divina”, finalizou.

Siga-nos

Mais do Guiame