Mulher afirma ser ‘embaixadora Jesus Cristo' e processa todos os gays nos EUA

A americana Sylvia Driskell, de 66 anos, escreveu sete páginas a mão para convencer o juiz de considerar a prática um pecado.

Fonte: Guiame, com informações de MirrorAtualizado: quinta-feira, 7 de maio de 2015 23:33
Todos os homossexuais dos Estados Unidos foram processados pela idosa Sylvia Driskell.
Todos os homossexuais dos Estados Unidos foram processados pela idosa Sylvia Driskell.

 

A americana Sylvia Driskell processou judicialmente todos os homossexuais dos Estados Unidos no Tribunal de Omaha, no Estado de Nebraska, na última sexta-feira (1). A idosa, de 66 anos, se descreve como uma "embaixadora de Deus e de Seu filho, Jesus Cristo" no documento.

Composta por sete páginas, a carta escrita a mão é intitulada ‘Sylvia Ann Driskell vs. Homossexuais’, contendo passagens da Bíblia e definições do dicionário.

O objetivo da senhora Driskell é pedir que o juiz John M. Gerrard reconheça a homossexualidade como uma abominação ou pecado. No entanto, ele não cita nenhuma jurisprudência para tomar tal decisão.

Se referindo a passagem do livro bíblico de Levítico e Romanos, ela ressalta que Deus viu a homossexualidade como uma "abominação" antes de existirem os direitos dos homossexuais e do casamento gay.

Além disso, Driskell destaca a definição do dicionário para a palavra pecado, como a "quebra voluntária de uma lei religiosa ou moral", sugerindo que isso baseia seu argumento.

"Eu sou uma senhora de 66 anos de idade e nunca pensei que veria o dia em que a nossa grande nação e nosso grande estado de Nebraska se tornaria tão compatível com o comportamento lascivo de algumas pessoas", acrescentou a senhora Driskell na carta.

Um porta-voz do tribunal informou que "a intimação não foi emitida".

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame