Jesus aparece a policial em tiroteio e diz para ele abençoar o suspeito

Depois de ser baleado pelo suspeito, o policial teve uma visão de Jesus, que o pediu para abençoar o homem.

Fonte: Guiame, com informações do 700 Club InteractiveAtualizado: sexta-feira, 30 de julho de 2021 15:25
O criminoso Daniel Whitsack (à esquerda) e o policial Ali Perez (à direita). (Foto: 700 Club Interactive)
O criminoso Daniel Whitsack (à esquerda) e o policial Ali Perez (à direita). (Foto: 700 Club Interactive)

Depois de receberem uma denúncia em 25 de setembro de 2012, o policial Ali Perez liderou a busca de um suspeito dentro de um prédio nos Estados Unidos. O homem estava sendo investigado por abusar das duas filhas de sua namorada.

Quando os policiais chutaram a porta e entraram no apartamento, foram surpreendidos com um tiro e o suspeito, identificado como Daniel Whitsack, acertou o braço esquerdo de Perez. Começou, então, uma troca de tiros entre o criminoso e a polícia.

Perez acabou levando mais tiros e chegou a pensar que poderia morrer. “Eu estava tendo muita dificuldade em aceitar que ali eu seria o meu fim”, disse ele ao 700 Club Interactive. “Esperava uma bala na cabeça a qualquer momento e foi aí que o milagre aconteceu.”

Caído no chão por causa dos ferimentos das balas, o policial teve uma experiência com a presença de Deus. “Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo estava lá. Não o vi aparecer mas Ele estava entre nós, já estava lá quando levantei os olhos. E foi magnífico”, conta.

Perez imaginou que algo estava por acontecer: ou ele iria para o céu ou iria voltar para sua família, e foi consolado pelas duas possibilidades. “E eu disse: ‘Senhor, eu confio em Ti completamente. O que o Senhor quer que eu faça com esse cara?’”

Então o policial teve uma visão: “Eu o observei. Ele pegou a pena que estava no tinteiro e escreveu, e depois Ele colocou a pena de volta no tinteiro. E seu bilhete era do tamanho de uma ficha de 3x5.”

“Ela voou na direção da mesa como uma folha ao vento, e fui observando com meus olhos. Ela desceu e pousou bem aqui, no meu colete. Eu peguei, li e o bilhete dizia: ‘Eu quero que você o abençoe’”, continua.


Simulação do momento em que o policial Ali Perez leu o bilhete em sua visão. (Foto: 700 Club Interactive)

Perez ficou chocado com o pedido, já que o homem havia atirado nele várias vezes e era suspeito de abusar de duas meninas. “Jesus não disse para recarregar as balas e terminar o trabalho. Ele disse: ‘Quero que você o abençoe’”, ressalta.

Então, Perez olhou para o bandido e disse a ele: “Deus o abençoe, irmão”. Olhando para o policial, Daniel perguntou: “Você gostaria de tirar seus amigos daqui agora?”. Segundo Perez, a forma do suspeito falar mudou. Sem saber o que se passava com ele, o policial apenas respondeu: “Sim, estou pronto para sair”.

‘Deus abriu a porta’

Daniel Whitsack ajudou a levar o policial até a porta do apartamento, mas foi surpreendido com disparos do lado de fora. Ele recuou. Minutos depois, a porta se abriu sozinha — isso surpreendeu o policial.

“Não estava em condições de abrir a porta. O bandido nunca conseguiu chegar até a porta. As equipes de resgate na parte inferior das escadas nunca chegaram à porta. Como a porta foi aberta? Deus abriu aquela porta”, afirma.

Instantes depois, policiais prenderam Daniel e resgataram Perez, que foi levado à emergência. Quando sua família foi informada que a vida do policial estava em risco, uma verdadeira corrente de oração se formou. “Estou vivo por causa do poder da oração”, reconhece Perez.

Após 27 cirurgias, Perez testemunhou no julgamento de Daniel Whitsack e aproveitou o momento para estender graça ao homem que tentou matá-lo. Daniel foi condenado à prisão perpétua e Perez teve que se aposentar por causa dos problemas de saúde.

Mas ele considera sua perda um verdadeiro ganho: “Eu passei três minutos com Jesus antes do meu dia de julgamento. E se eu tive alguns cortes e hematomas pelo caminho e perdi o uso do braço, valeu a pena. Cada batida do coração e cada respiração é um presente de Deus.”

Assista o testemunho completo (em inglês):

Siga-nos

Mais do Guiame