Ex-ateu é convencido do poder de Deus após ver cura instantânea de mulher hospitalizada

Lee Strobel deixou de ser ateu enquanto investigava provas contra a ressurreição de Jesus Cristo, mas ainda tinha dúvidas sobre os milagres divinos.

Fonte: Guiame, com informações de Pure FlixAtualizado: terça-feira, 24 de abril de 2018 20:38
O autor e evangelista Lee Strobel ministrando na Universidade Batista de Houston. (Foto: Mayra Beltran/Houston Chronicle)
O autor e evangelista Lee Strobel ministrando na Universidade Batista de Houston. (Foto: Mayra Beltran/Houston Chronicle)

A história de Lee Strobel, que deixou de ser ateu enquanto investigava provas contra a ressurreição de Jesus Cristo, foi contada nas telonas através do filme “Em Defesa de Cristo”.

No entanto, mesmo depois de reconhecer Jesus através dos relatos históricos, Strobel precisou de mais evidências do poder de Deus para se convencer. “Foi o milagre da ressurreição e a evidência histórica que acabou me levando à fé muitos anos atrás. Mas meu ceticismo não foi embora”, disse ele à Pure Flix.

Strobel passou a acreditar nos milagres descritos nos Evangelhos, mas tinha dúvidas se eles poderiam acontecer ainda hoje. “Quão legítimas são essas reivindicações milagrosas no século 21?”, ele se questionava. “Isso foi o que me motivou a investigar esse assunto”.

Ele encontrou dezenas de testemunhos de curas e milagres, mas uma história em particular o impactou: o caso de Barbara Snyder.

Cura inexplicável

“Barbara Snyder foi diagnosticada com esclerose múltipla. Ela se deteriorou por muitos anos, passou por várias cirurgias e muitas hospitalizações. Ela chegou ao ponto de morrer. De fato, um médico a descreveu como uma das pacientes mais doentes que ele já encontrou”, conta Strobel.

Barbara estava quase cega, teve os músculos atrofiados, estava com as mãos e o corpo curvados e contava com tubos para respirar e se alimentar. Sua situação era desesperançosa, até que algo chocante aconteceu.

“Um dia, um de seus amigos ligou para uma estação de rádio cristã de Chicago e disse: ‘Orem pela Barbara. Ela está em seu leito de morte. Pelo menos 450 cristãos começaram a orar por ela, porque escreveram cartas dizendo: ‘Estamos orando por você’”, conta Strobel.

No domingo de Pentecostes, dois amigos estavam lendo para Barbara as cartas das pessoas que estavam orando por ela. Enquanto ouvia, ela escutou uma voz masculina vinda do canto da sala.

“Esta voz masculina veio do canto da sala e disse: ‘Levante minha filha e caminhe’. Então ela puxou o tubo da garganta e disse ‘vá procurar meus pais’ e pulou da cama”, o autor relata. Seus músculos atrofiados voltaram a funcionar, seus dedos voltaram a ficar retos e sua cegueira foi instantaneamente curada.

“Esta foi a cura instantânea de todos os seus sintomas e toda a sua doença, ao ponto em que 31 anos depois, ela está completamente saudável. Até hoje”, destaca Strobel.

Strobel se deparou com outros casos como este e reuniu suas experiências no livro The Case for Miracles (“O Caso dos Milagres”, em tradução livre). No final do projeto, Strobel ficou admirado ao saber que os milagres são mais comuns do que ele imaginava.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame