Ernesto Araújo celebra amizade entre Brasil e Israel: "É questão de espiritualidade"

O ministro da Relações Exteriores do Brasil participou de uma celebração em razão do ano novo judaico, na residência oficial de Israel, em Brasília.

fonte: Guiame

Atualizado: Sexta-feira, 18 Setembro de 2020 as 10:13

Ernesto Araújo é ministro das Relações Exteriores do governo Bolsonaro. (Foto: Jornal de Brasília)
Ernesto Araújo é ministro das Relações Exteriores do governo Bolsonaro. (Foto: Jornal de Brasília)

Na última terça-feira (15), autoridades estiveram presentes em uma breve celebração em razão do ano novo judaico (Rosh Hashaná), na residência oficial de Israel, em Brasília.

O evento contou com a presença e participação da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, do ministro das relações exteriores, Ernesto Araújo e também do embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley.

Ao receber a oportunidade para um breve discurso, o ministro Ernesto Araújo destacou a importância da retomada da boa relação entre o Brasil e Israel e até fez uma observação entre fatores em comum existentes já nos nomes de ambos os países.

"Eu estava observando que as letras de Israel e Brasil e são praticamente as mesmas. É só mudar o 'E' e o 'B', que temos letras iguais. São acrônimos. Acho que não é uma casualidade, mas expressa uma irmandade muito profunda, que durante muito tempo estava debaixo da terra, guardada, e finalmente está germinando", afirmou.

Renovando laços

Araújo recobrou da memória o período em que compreendeu a relevância existente na retomada das relações entre o Brasil e Israel.

"Me lembro que ainda na época da campanha eleitoral, em 2018, fiquei muito impressionado pelo o que [o presidente Jair Bolsonaro] dizia de Israel e da necessidade de termos uma relação diferente com Israel. Não somente pelo conteúdo, mas também pelo tom. Era uma coisa completamente diferente. Era algo que ultrapassava a dimensão de política externa, se tornando já uma questão de renovação e de espiritualidade", ressaltou.

"A partir do momento que o presidente me deu a honra de assumir este cargo, me dediquei de corpo e alma para, entre tantas outras coisas, ajudar na construção de uma nova relação do Brasil com Israel", acrescentou.

O ministro então seguiu afirmando que tal retomada da boa relação com Israel marca uma grande transformação pela qual o Brasil está passando nos últimos tempos.

"Fico feliz de ver que temos conseguido avanços, porque isso também não signigica apenas uma mudança em função de uma nova parceria tecnológica, econômica, mas faz parte da transformação do Brasil", disse.

Clique abaixo para assistir à solenidade na íntegra:

veja também