Entregador de gás convence ladrão a desistir de assalto após falar sobre Deus

O assaltante desistiu de levar o celular do homem, que ficou alguns minutos argumentando com o ladrão.

Fonte: Guiame, com informações do R7Atualizado: segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021 12:16
: Ladrão aborda entregador de gás para roubar seu celular, mas desiste. (Foto: Reprodução / R7)
: Ladrão aborda entregador de gás para roubar seu celular, mas desiste. (Foto: Reprodução / R7)

Um entregador de gás foi abordado por um assaltante armado com um revólver quando seguia para o trabalho. O suspeito chegou a atirar para o alto e exigiu a entrega do celular do rapaz, mas foi convencido por ele a desistir do roubo ao dizer que era cristão.

O vídeo de uma câmera de segurança gravou a ação do bandido, que aconteceu no dia 1º de fevereiro, em São Paulo.

Em uma motocicleta, ele fez uma vítima na mesma rua, de quem levou o celular. Após manobrar a moto, o bandido vai em direção à próxima vítima, o entregador de gás Carlos.

As imagens mostram o criminoso irritado apontando a arma para Carlos, que não se abala com o que está acontecendo. Mesmo o assaltante empunhando uma arma, o entregador de gás argumenta com ele.

O ladrão chega a atirar para cima e depois a aponta o revólver para a cabeça de Carlos. Ele tira o celular do bolso, mas na hora que vai entregar o aparelho ao criminoso ele muda de ideia, e não desiste da conversa.

Alguns minutos depois, o assaltante desiste do roubo e, antes de ir embora, ainda recebe um abraço da vítima.

Em uma rede de conversas com os colegas de profissão, Carlos conta o que falou ao bandido, antes de ele desistir do assalto:

“Deus, Ele me deu o livramento ali, porque ele (assaltante) queria meu celular de tudo que é jeito. Aí, eu falei assim, ó, meu, já que você vai me roubar, deixa eu falar da palavra de Deus pra você. Aí quando eu fui falar de Deus pra ele, falei, eu sou evangélico, você vai me roubar, meu? Aí ele guardou a arma, foi isso”, contou o entregador de gás.

Carlos não procurou a polícia, decidiu que não faria boletim de ocorrência.

Assista:

Siga-nos

Mais do Guiame