Contrapondo Israel, Vaticano apoia o acordo nuclear feito com o Irã

Por outro lado, para o primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu, o acordo nuclear é "um chocante erro histórico", pois ele não impediria o Irã de desenvolver a capacidade de fabricar armas nucleares.

Fonte: Guiame, com informações de The Huffington Post e Folha de SPAtualizado: terça-feira, 15 de setembro de 2015 20:26
Vaticano aprovou o acordo nuclear feito entre o Irã e grandes potenciais mundiais lideradas pelos Estados Unidos.
Vaticano aprovou o acordo nuclear feito entre o Irã e grandes potenciais mundiais lideradas pelos Estados Unidos.

 

Oposição de Israel

Para o primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu, o acordo nuclear é "um chocante erro histórico", pois ele não impediria o Irã de desenvolver a capacidade de fabricar armas nucleares nem diminuirá o apoio da República Islâmica a grupos militantes hostis.  

Netanyahu ainda afirmou, em julho, que o acordo não se aplica a Israel, e deu a entender fortemente que ação militar continua a ser uma opção.  "Israel não se sente compelido a respeitar esse acordo com o Irã porque o Irã continua a buscar a nossa destruição", ele declarou. "Sempre nos defenderemos".  

Siga-nos

Mais do Guiame