Após ataque no Texas, governo americano oferece 20 milhões de dólares por líderes do Estado Islâmico

Governo americano oferece recompensa por informações que desvendem o paradeiro de líderes terroristas islâmicos

Fonte: Guiame, com informações da BBCAtualizado: quarta-feira, 6 de maio de 2015 14:39
Líderes do Estado Islâmico procurados pelos EUA
Líderes do Estado Islâmico procurados pelos EUA

Um total de 20 milhões de dólares, equivalente a 62 milhões de reais, está sendo oferecido pelos Estados Unidos como recompensa por informações de quatro supostos líderes do Estado Islâmico.

Identificados como Abdul Rahman Mustafa al-Qaduli, Abu Mohammed al-Adnani, Tarkhan Tayumurazovich Batirashvili e Tariq bin al-Tahar bin al-Falih al-Awni al-Harzi, os quatro homens foram inseridos na lista de procurados do Programa de Recompensas para a Justiça.

No domingo (3) dois atiradores invadiram um concurso de caricaturas de Maomé, no Texas, a abriram fogo. Os dois foram mortos pelos policiais do local. Após o ocorrido, o Estado Islâmico assumiu a autoria do atentado.

Esse não é o primeiro caso do que o Estado Islâmico considera 'insulto contra Maomé' e responde com ataques violentos, já que, segundo os religiosos, o profeta Maomé não pode ser representado de forma alguma.

O Departamento de Estado diz que o grupo é responsável por abusos sistemáticos de direitos humanos.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame