Sorria! Você está sendo filmado!

Sorria! Você está sendo filmado!

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:29

O dia inteiro, onde quer que eu vá, encontro a plaquinha que me manda sorrir.  Olho em volta e não vejo tantos sorrisos, será que leram a tal plaquinha? Lembro de mim e, honestamente, também não estou sorrindo. Imagine-se num banco e todos os clientes, nas filas, sorrindo em obediência a ordem da placa. Seriam sorrisos amarelos, para não dizer raivosos! Sim, porque agüentar fila de banco, contas para pagar e ainda sorrir... é, não combina.

Já nos bares, restaurantes, praias, cinemas e praças de alimentação é possível vermos muitos sorrisos. Por que? Qual o motivo para as pessoas sorrirem? O motivo exato não sei, mas sei que estes lugares ainda guardam um pouco do muito que se perdeu. Geralmente nestes lugares estão grupos de amigos, com afinidades e interesses comuns, estão juntos pelo simples prazer da companhia, da comunhão de idéias, papos e piadas. Mesmo assim, os sorrisos dos bares, restaurantes, praias, cinemas e praças de alimentação não resolvem a inquietação séria e interna da alma. Como diz Vinicius de Moraes em um de seus poemas: "Hoje é sábado à noite, e os bares estão cheios de pessoas vazias".

Sorrir só porque estou sendo filmado é muito pouco. Atores que ganham o Oscar não ganham exatamente por sorrir. Ganham por conseguirem interpretar com o máximo de realismo suas personagens, sorrindo, chorando, gritando, cantando, emudecendo, pensando. Preciso me expressar como sou. Circuitos internos que me filmam em lojas, shoppings, mercados, fábricas, não podem inibir e violentar minhas emoções. Há dias que quero sorrir. Há dias que quero lamentar, chorar e desabafar, exatamente como em 70% dos salmos, onde o lamento e o desabafo são aplicados em belíssimas e sinceras orações.

Ainda que eu não concorde com o "Sorria!", concordo plenamente com a segunda parte da plaquinha: "Você está sendo filmado!". Nunca duvidei nem questionei está realidade, estamos todos sendo filmados, por isso minha insistência e luta para viver de forma autêntica, sem duplicidade de caráter, apenas a duplicidade de cidadania, a do céu e a da terra, que nos desafia a termos uma só fé, uma só esperança, uma só palavra, um só Deus.

Estamos sendo filmados muito além dos estabelecimentos comerciais. Estamos sendo filmados nos lugares que pensamos serem secretos, nosso escritório, nossa sala de TV, nosso quarto. Tudo que lemos, assistimos, vemos, falamos e fazemos é registrado pelas lentes do céu. Por mais que a loucura das metrópoles com tecnologias e luzes tentem mostrar uma realidade diferente, sem estrelas no céu, as estrelas continuam lá, as cadentes, as maiores, as menores, as galáxias, os anjos de Deus. E todo este exército dos céus continua sendo convocado por Deus como testemunhas dos nossos atos.

Sorrindo ou chorando, em pânico ou tranqüilo, seduzindo ou seduzido, tentando ou tentado, errando ou acertando, não se iluda, não se engane e nem duvide, estamos sendo filmados! Muito além do escritório, da sala de TV, do quarto. Estamos sendo filmados nos lugares proibidos do nosso coração. Tudo que pensamos, tudo que arquitetamos, tudo que desejamos, o diretor das cenas de toda nossa vida está filmando e registrando. Nada foge ao seu controle e visão. Nosso sorriso amarelo diante de uma filmadora pode enganar muita gente, a Ele, contudo, jamais engana. Que o digam os irmãos daquele pastorzinho, adolescente ainda, quando apascentava ovelhas, chamado Davi. A lição dada por Deus no dia de escolher o novo rei para Israel até hoje é lembrada: "O homem vê o exterior, Deus, contudo, vê o coração!".

Deus vai além de filmar o nosso interior, Ele simplesmente colocou um diretor de cena dentro de nós, o Espírito Santo, também chamado de conselheiro. Como tal, Ele quer nos aconselhar sempre para o melhor. Mas nosso obstinado coração insiste no pior. É então que começamos a disfarçar sorrisos para se enganar filmagens. Porém, nem os nossos pensamentos mais escuros são capazes de impedirem que Ele filme. Falta de iluminação nunca foi problema para Ele, pois Ele é a luz, Ele tudo revela, esclarece, denuncia, expõe.

Invertendo e acrescentando um nome a frase, o sentido cresce em significado e importância: "Você está sendo filmado por Deus! Sorria!" Agora sim! Devo sorrir porque é Deus quem me filma, aqui deve residir minha tranqüilidade. Quando fofoqueiros, invejosos e maldosos me "filmam" só o fazem para me destruir. Filmam e me julgam pela frieza das imagens. Deus não: Se o DVD da minha vida está nas mãos dEle posso sorrir! Ele mostra, sim, os meus pecados, mas simplesmente para me corrigir com amor, jamais para me destruir. Com Deus filmando posso sorrir porque sua filmagem vem editada, a cada perdão dEle, uma cena ruim da minha vida é esquecida e apagada. Com Deus filmando posso sorrir porque ele é especialista em perfeitos "The End". Sendo assim, sorria, terminar a história da sua vida com Deus será o mesmo que tornar real a famosa frase "E foram felizes para sempre!". Portanto, atenção, com Ele na direção, sorria e seja!

Paz!

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: '"Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".

Contatos com o pastor Edmilson Mendes:

mendeslongo@uol.com.br

www.mostreatitude.com.br  

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame