“Perder tudo pode ser a melhor coisa que aconteça na sua vida”, lembra pastor

O pastor Joel Engel fala sobre como viver uma fé vitoriosa, mesmo diante das situações ruins da vida.

Fonte: Guiame, Luana NovaesAtualizado: quinta-feira, 28 de outubro de 2021 15:34
Imagem ilustrativa do filme Paulo, Apóstolo de Cristo. (Foto: All Star Picture Library)
Imagem ilustrativa do filme Paulo, Apóstolo de Cristo. (Foto: All Star Picture Library)

Havia um homem que tinha uma posição social elevada, bens materiais e conhecimento profundo sobre diversas áreas. Até que um encontro com Jesus o fez perder todas essas coisas, para ganhar vida plena em Deus.

Este é um resumo da história do apóstolo Paulo, que inspirou a mensagem do pastor Joel Engel no culto do último domingo (24). Ele lembra que Paulo, na época ainda Saulo, era fariseu, criado aos pés de Gamaliel — o maior sábio da época — era rico e tinha duas cidadanias.

Até que, durante uma viagem entre Jerusalém e Damasco, numa missão para levar cristãos presos a Jerusalém, Saulo teve uma visão de Jesus envolto numa grande luz. Ele caiu e ouviu uma voz: “Saulo, Saulo, por que você me persegue?” Saulo perguntou: “Quem és tu, Senhor?” Ele respondeu: “Eu sou Jesus, a quem você persegue”.

Diante do relato bíblico, Joel Engel observa que houve um momento único na vida de Paulo que o fez enxergar tudo de forma diferente. “Estou falando de uma conversão, de uma mudança de pensamento”, observa.

“Antes do encontro com Jesus, ele aspirava ser o mais sábio, destacado e influente em sua nação. Mas Paulo simplesmente jogou tudo no lixo ao conhecer Jesus. Ele diz: ‘Considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo’ (Filipenses 3:8)”.

É preciso “cair do cavalo”

O pastor faz uma comparação entre a “queda do cavalo” de Paulo e a queda do cavalo dos tempos atuais, provocada pela pandemia.

“Isso aconteceu com os maiores sábios dessa terra, que até hoje não conseguem entender o que parou o mundo. A Bolsa de Valores caiu do cavalo, empresários caíram do cavalo, e muitos ainda não sabem as respostas da origem e das consequências da pandemia”, afirma Engel. “O que é pior? O que aconteceu ontem, o presente ou o que está por vir? Ninguém sabe.”

O pastor diz ainda que “se você levantar do chão conhecendo a nova vida, que é Jesus, então o tombo vale a pena.”

Joel Engel também fala sobre o erro das pessoas em valorizar a busca por influência e dinheiro. “Paulo caiu do cavalo e todo dinheiro que ele tinha não evitou sua queda”, lembra. “Na pandemia, todos se tornaram iguais. O dinheiro não fez efeito. Os hospitais estavam lotados para todos.”

Segundo Engel, há vários “cavalos” em nossas vidas: a estabilidade financeira, a capacidade de inteligência, a posição social, entre outros. Por isso, sofrer uma “queda” pode ser o meio usado por Deus para aproximá-lo Dele.

“Cair do cavalo e perder tudo pode ser a melhor coisa que aconteça na sua vida. Perder a saúde pode ser o maior tesouro que você pode encontrar”, destaca.

“Eu louvo a Deus porque a pandemia é algo que está passando — embora possa ainda vir algo pior. Mas muitas vezes, Deus permite que você passe por coisas ruins para que você veja a sua condição e reconheça que sua vida é frágil”, acrescenta Engel.

Por fim, o pastor lembra que Paulo caiu, mas levantou um novo homem. “A melhor coisa não é você guardar dinheiro, bens ou posição social. A melhor coisa é você ter guardado a fé, porque com a fé você é vitorioso na vida ou na morte”, declara.

Veja a pregação completa: 

 

Siga-nos

Mais do Guiame