O que vai acontecer antes da volta de Jesus? Fábio Coelho esclarece sequência escatológica

O missionário tratou de vários assuntos, entre eles, fim dos tempos, marca da besta, Grande Tribulação e reino milenar.

Fonte: Guiame, Cris BeloniAtualizado: quinta-feira, 15 de abril de 2021 15:34
Fábio Coelho, líder do movimento Vozes e Trovões, em live para o Guiame. (Foto: Guiame)
Fábio Coelho, líder do movimento Vozes e Trovões, em live para o Guiame. (Foto: Guiame)

Com o cenário pandêmico, muitas pessoas estão em busca de respostas sobre profecias, fim dos tempos e apocalipse. Em live para o Guiame, o missionário Fábio Coelho, líder do movimento Vozes e Trovões, falou sobre diversos assuntos relacionados. 

Autor dos livros “Princípios da Batalha Espiritual” e “Não Apagueis o Espírito”, Fábio conta que, por volta de 20 anos de idade, já tinha convicção de seu chamado missional. “Entendo que a missão sobre a minha vida é preparar o caminho do Senhor, capacitando pessoas para que estejam prontas para a vinda de Jesus”, iniciou.

Fábio compartilha que tem estudado as profecias bíblicas durante vários anos, em busca de discernimento sobre os eventos e os propósitos de Deus. “Precisamos de clareza sobre o que Deus está fazendo e realizando no mundo”, disse.

Para isso, ele considera muito importante que temas escatológicos sejam ensinados nas igrejas e escolas bíblicas. “Precisamos pregar o Evangelho integral, e não podemos ocultar temas tão relevantes que estão na Bíblia. Fim dos tempos é um assunto que está relacionado com o Evangelho”, afirmou.

É possível organizar os eventos escatológicos cronologicamente?

O escritor explica que há algumas formas diferentes de interpretar as profecias. “Por isso é difícil afirmar que existe uma ordem cronológica e os detalhes de cada acontecimento. Muita gente já errou tentando preencher lacunas com ideias que não são encontradas na Bíblia”, mencionou. 

“O que sabemos é que, até que Jesus volte, haverá um anticristo, que será um líder político que se levantará contra tudo o que é de Deus. Esse anticristo vai estabelecer um evento na terra, que Deus chama de Grande Tribulação e vai liderar um sistema mundial com o objetivo de destruir a família, Israel e a Igreja”, explicou.

Paralelamente, segundo Fábio, ocorrerá o maior avivamento da história da humanidade. “Também haverá uma grande explosão missionária como nunca houve antes na terra, que vai tocar todas as nações, etnias e povos com o testemunho do Evangelho”, disse.

Quando virá o fim?

Conforme as Escrituras, depois que o Evangelho for pregado a todas as etnias, então virá o fim. “Fim de quê? Fim dessa era que estamos vivendo. Antes, porém, haverá a ressurreição dos mortos ao soar da  última trombeta, Jesus vai descer do céu e nos encontraremos com ele nas nuvens. Jesus vai reinar na terra e se cumprirá o reino messiânico”, especificou.

Depois disso, o teólogo explica que todos os governantes subirão a Jerusalém para entregar o governo das nações a Cristo. “A Bíblia diz que todas as leis do planeta serão abolidas porque de Sião sairá a lei que vai governar as nações”, continuou.

Sobre a separação de bodes e ovelhas, o missionário esclarece: “Essa passagem não está falando de pessoas, mas de nações, e nesse momento vai se cumprir o que Paulo profetizou em Filipenses 2 — Todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor”, citou.

“O erro das pessoas está na tentativa de estipular datas e acrescentar detalhes aos eventos. Ou então em tentar adivinhar quem será o anticristo, quando a Bíblia não diz. Precisamos sair da especulação e focar no que diz a profecia”, alertou.

Pré-milenismo histórico e o arrebatamento

“Eu acredito num milênio literal. Creio que Jesus voltará e vai estabelecer esse milênio, num reinado de paz, justiça e alegria. A terra será restaurada e purificada. Em Apocalipse 22 diz que não haverá mar, isso indica que a nova terra será como antes [pangeia], retornando à realidade de Gênesis 1”, esclareceu.

Segundo o missionário, a terra se tornará num grande jardim do Éden. “Isso será a vida eterna, Deus será tudo em todos”, disse. Sobre o arrebatamento, Fábio explica que dentro de sua linha de pensamento, não existe nenhum texto bíblico dizendo que seremos arrebatados antes da Grande Tribulação

"Imediatamente após a tribulação daqueles dias ‘o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz; as estrelas cairão do céu, e os poderes celestes serão abalados’. "Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todas as nações da terra se lamentarão e verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu com poder e grande glória.” (Mateus 24:29,30)

Com base no texto de Mateus, o missionário reforça: “Jesus voltará ‘após’, ou seja, depois da tribulação e a reunião dos escolhidos de Deus só acontecerá depois da tribulação. Essa é a forma que eu entendo, é como está na Bíblia”, advertiu.

Fábio falou também sobre a marca da besta: “Já ouvi falar que Pix é a marca da besta”, riu. O escritor comentou que as pessoas ficam tentando adivinhar. “O que sabemos pela Bíblia é que ninguém vai receber a marca da besta de forma inconsciente. Não é como receber uma vacina. Ninguém vai para o inferno por ser enganado com uma marca. A pessoa saberá que está se submetendo a uma realidade anti-Deus e a um sistema”, resumiu.

“Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome.” (Apocalipse 13:16,17)

Segundo o missionário, a marca da besta pode ser algo físico, mas ele também acredita se tratar de algo espiritual. “Creio que as pessoas vão se submeter a uma maneira de pensar [testa] e a uma maneira de agir [mão direita]”, concluiu.

Siga-nos

Mais do Guiame