O anticristo vai controlar o mundo através da economia, diz especialista financeiro

Chuck Bentley alerta sobre a situação econômica mundial durante a pandemia, além de citar a biometria e a pontuação social como formas de controle sobre os cidadãos.

Fonte: Guiame, com informações de CBN NewsAtualizado: quarta-feira, 12 de maio de 2021 17:39
O especialista financeiro Chuck Bentley acredita que o anticristo vai controlar o mundo através da economia. (Foto: Reprodução/YouTube)
O especialista financeiro Chuck Bentley acredita que o anticristo vai controlar o mundo através da economia. (Foto: Reprodução/YouTube)

Sabe-se que, desde o início da pandemia, muitas pessoas voltaram a levantar questões sobre o fim dos tempos. “A crise por Covid-19 é considerada um cisne negro, um evento que ocorre uma vez em um século e que afeta o mundo inteiro”, alertou o especialista financeiro e apresentador de rádio, Chuck Bentley.

“Preparem-se, porque se isso for verdade, mais dificuldades virão pela frente”, disparou. Bentley é autor do livro “Sete cisnes cinzentos: tendências que ameaçam nosso futuro financeiro”. Ele explica que a pandemia passará pelos “eventos do cisne cinza”, como ele chama as tendências que o mundo já está experimentando.

O que quer dizer “cisne cinza”?

“Um cisne cinza é um evento óbvio, é algo que já está acontecendo, mas as pessoas não estão vendo. Elas só sabem que está lá e entendem que é uma ameaça significativa, mas tendem a ignorá-lo e não fazer nada a respeito", respondeu.

Segundo ele, uma transição já foi iniciada desde o começo de 2020, quando surgiu a pandemia. Entre os sete cisnes cinzentos está a moeda digital. A moeda física já está ameaçada e teremos uma sociedade sem dinheiro.

"Nossa moeda física pode estar contaminada com o vírus. E, com o tempo, o anticristo controlará o mundo por meio da economia e, portanto, acho que precisamos estar cientes e nos prepararmos para isso, conforme diz a Bíblia”, apontou.

Renda básica universal permanente

Além disso, quando o Congresso dos Estados Unidos considerou outro pacote de estímulo de bilhões de dólares, a maioria dos americanos queria saber quanto esperar em suas contas bancárias ou caixas de correio. 

Bentley avisa que os pagamentos de alívio temporário, como o auxílio emergencial no Brasil, podem facilmente se transformar em um programa de renda básica universal permanente. 

"Esses tipos de programas são muito difíceis de interromper. Minha esperança é que não endossemos essa política, para ver isso continuar porque, em última análise, não poderemos pagar por isso. Seria como comer açúcar em sua dieta. É uma sensação boa por um tempo limitado, mas não é bom a longo prazo”, esclareceu. 

Crise da dívida disparada

Bentley acredita que isso é resultado da adoção da teoria monetária, pelos EUA, que a dívida não importa, então o Fed continua imprimindo dólares indefinidamente. “Uma tendência semelhante na Venezuela levou à hiperinflação com uma taxa geral de cinco anos que subiu colossais 53 milhões por cento”, lembrou.

A espantosa dívida nacional dos Estados Unidos de US$ 28 trilhões agora excede o tamanho de toda a economia dos EUA e deve totalizar 102% do produto interno bruto dos EUA até o final deste ano fiscal. 

Bentley tem dúvidas de que a dívida algum dia seja paga e isso levaria os credores da América a infligir algumas opções dolorosas ao público. “Algum tipo de programa de austeridade, algum tipo de aumento massivo de impostos, uma hiperinflação que tornaria mais fácil para o governo pagar sua dívida”, explicou.

Biometria e pontuação social

O uso de biometria e pontuação social também compõem essas tendências do cisne cinza. As companhias aéreas estão pressionando pelo rastreamento de contatos por Covid-19 e pelo uso de aplicativos de smartphones para provar que os viajantes foram vacinados contra o vírus. 

E Bentley disse que várias empresas já estão usando pontuação social. “No momento, se eu usar um Uber, não apenas avalio o motorista, mas o motorista me avalia e uma empresa privada poderia votar em mim para sair de seu sistema. Estamos vendo isso nas redes sociais agora”, mencionou.

Vemos alguns desses itens, desde verificações azuis no Twitter até curtidas no Facebook, entre outros. Na China, o Partido Comunista usa a pontuação social para avaliar a obediência de seus cidadãos à autoridade governamental e a lealdade à ideologia comunista. Pontuações positivas atraem favores, enquanto aqueles com pontuações baixas não têm empregos, benefícios de viagens e educação.

Política do discurso e cultura do cancelamento

Eventualmente, tal sistema poderia ser perigoso para os americanos que não desejam cumprir as normas aceitáveis ​​de discurso e cultura de cancelamento. "Até conseguir coisas como reembolso de impostos, poder viajar, ter acesso a certas propriedades, como prédios ou museus. Acho que esse tempo está chegando", insistiu o especialista.

"Acho que todos nós precisamos ter uma maior consciência e ser muito cuidadosos ao apoiar as coisas que permitem o controle final sobre nossa liberdade de expressão”, acrescentou.

Se essas dificuldades ilustradas como “os sete eventos do cisne cinza” já estão sobre nós, como podemos preparar e proteger nossas famílias e investimentos? Bentley disse que devemos traçar um caminho sábio com prudência, sem ficar paralisado ou reagir emocionalmente.

“Obviamente, precisamos diversificar nossos investimentos, precisamos sair do endividamento, aumentar nossas economias e também aumentar nossa capacidade de perseverar no que acredito que serão tempos turbulentos”, finalizou.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame