Noivos cristãos se casam embaixo da árvore onde se conheceram: ‘A espera valeu a pena’

Taynara e Jonas se conheceram numa floricultura, à sombra de um grande Jatobá, e deram o primeiro beijo no altar.

Fonte: Guiame, Cássia de OliveiraAtualizado: quarta-feira, 22 de setembro de 2021 13:23
Jonas e Taynara se casaram no início de setembro, no mesmo lugar onde se conheceram. (Foto: Arquivo pessoal).
Jonas e Taynara se casaram no início de setembro, no mesmo lugar onde se conheceram. (Foto: Arquivo pessoal).

O majestoso Jatobá que testemunhou o encontro casual de Taynara e Jonas num dia de verão em Campo Grande (MS), foi o mesmo que testemunhou a união em matrimônio dos jovens cristãos no dia 12 de setembro.

Nove meses atrás, em 17 de dezembro de 2020, a administradora Taynara Mendonça Finger, de 32 anos, seguia mais um dia normal da sua rotina e foi comprar uma rosa do deserto para seu pai na Jatobá Garden Park, uma floricultura da cidade conhecida por sua grande árvore.

Quem lhe atendeu foi o gestor ambiental Jonas Finger, de 24 anos, que a ajudou a escolher a flor e acabou se encantando. “Ela foi muito educada. Transmitiu uma leveza de espírito”, lembra ele ao Guiame. “Ele disse pra mim que se apaixonou pelos meus olhos”, contou Taynara, rindo.

E foi ali, embaixo da sombra do Jatobá, uma árvore alta que floresce durante os meses de outubro a dezembro, que a história de amor de Taynara e Jonas começou a florescer. Depois da conversa casual na floricultura onde Jonas trabalha, os dois começaram a conversar pelas redes sociais e descobriram que congregavam na mesma igreja.

“Fluiu de mim uma vontade de conhecer mais a menina dos olhos lindos que sorriu para mim. E logo na primeira conversa, tive a certeza em meu coração: se não for ela, não sei quem pode ser”, falou Jonas, que não estava buscando relacionamento na época.

Então, ele convidou Taynara para tomar um açaí e ela aceitou. No primeiro encontro, eles conversaram sobre os propósitos de um relacionamento cristão, definindo que iriam namorar por corte, ou seja, se beijariam só depois do casamento. 

“Nós já sabíamos que o mais importante nós tínhamos, que era a fé em Jesus. Então, tomamos essa decisão de nos beijarmos só no altar para que, durante o processo, nós pudéssemos verdadeiramente nos conhecer, sem que a atração física interferisse no processo”, explicou Taynara.

Para ela, embora a atração física seja um aspecto a se considerar na decisão de com quem irá se casar, é preciso analisar outros pontos importantes, como qualidades, defeitos, valores, manias, costumes e as famílias de ambos. “Deus nos deixou todas as instruções na Palavra e nos deu o seu Espírito para que possamos fazer as escolhas de acordo com a vontade dele”, disse a jovem.

Os corações de Jonas e Taynara se encontraram e sentiram paz como a confirmação para o relacionamento. “Deus deu a paz e a coragem, eu só deixei que tudo fosse confirmado”, falou Jonas.

Já Taynara contou que um ano antes de conhecer Jonas, havia entregado para o Senhor, em forma de carta, seus desejos e sonhos para um relacionamento amoroso. “Quando eu era solteira, escrevi uma carta para Deus agradecendo pelo marido que queria, como se Ele já tivesse me dado. Coloquei tudo que eu queria que meu esposo fosse pra mim. A chegada dele foi só a confirmação da bondade e da fidelidade de Deus”, testemunhou.

Em julho deste ano, no mesmo mês em que os frutos do jatobá ficam maduros, o amor entre os jovens amadureceu. Jonas pediu Taynara em casamento e eles ficaram noivos. O casal já havia pensado em se casar no mesmo lugar especial em que se conheceram. Sem saber do desejo dos noivos, a dona da floricultura, ofereceu o local para a cerimônia.


Jonas e Taynara se casaram no início de setembro, no mesmo lugar onde se conheceram. (Foto: Arquivo pessoal).

Um Deus que conduz encontros

“Eu fiquei mega feliz”, conta Taynara. “Nós ganhamos tudo, toda cerimônia foi um presente de Deus nas nossas vidas. Foi um dia que eu jamais vou esquecer. Um dia que superou todas as minhas expectativas”.

O local decorado naturalmente com flores e plantas, foi o cenário perfeito para celebrar a união de Jonas e Taynara, à sombra do jatobá, lembrando o ambiente em que o primeiro casamento foi celebrado pelo próprio Deus, no Jardim do Éden. 

Sobre a decisão de manter a pureza sexual durante o namoro, Taynara comenta: “Agora que nós estamos casados, estamos vivendo os melhores dias de nossas vidas. Cada segundo de espera valeu a pena. Foi a melhor escolha que poderíamos ter feito”.

Para Jonas, não existe uma pessoa específica para cada um, mas o Pai pode direcionar encontros. “Deus sabe conduzir histórias para que os filhos dele experimentem e vivam o melhor. Então, creio que Ele conduziu as nossas histórias para que tudo acontecesse da forma que está sendo”, afirmou.

Sua esposa, Tayana, concorda: “Eu acredito que aquele encontro já estava marcado por Deus antes de nós nos conhecermos". 

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame