Nigéria: crianças são sequestradas em escola por homens armados

Pastores, professores e familiares também foram levados durante a ação dos sequestradores.

Fonte: Guiame, com informações de Portas AbertasAtualizado: sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021 17:53
O número de sequestros de crianças na Nigéria aumentou por causa da falta de proteção das forças de segurança. (Foto Representativa: Portas Abertas)
O número de sequestros de crianças na Nigéria aumentou por causa da falta de proteção das forças de segurança. (Foto Representativa: Portas Abertas)

Na última quarta-feira (17), um novo sequestro de crianças aconteceu em Kagara, na Nigéria. Homens armados não identificados invadiram a escola pública de Ciência, na madrugada, levando 42 pessoas — 27 alunos, 3 professores e 12 familiares dos professores. 

Cerca de 650 alunos estavam na escola durante a invasão, conforme o porta-voz do governo do Estado. Muhammadu Buhari, o presidente nigeriano, já ordenou que as forças de segurança realizassem uma operação de resgate. Até agora, não se sabe quem são os responsáveis pelo ataque.

As autoridades acreditam que grupos radicais estejam envolvidos no incidente. De acordo com a Portas Abertas, sequestros acontecem no país por falta de segurança e proteção governamentais. 

Vulnerabilidade de cristãos

Quase mil cristãos foram sequestrados por grupos islâmicos só no ano de 2020. As crianças, normalmente, ficam expostas a níveis de perigo extremamente preocupantes. 

Centenas de pais e mães tiveram que lidar com a perda de suas filhas que foram sequestradas, em 2014, pelo grupo Boko Haram. Elas estudavam na escola secundária, no vilarejo de Chibok, na Nigéria.

Mesmo depois de 7 anos, das 275 meninas, a maioria cristã, mais de 100 ainda não foram resgatadas. Essa realidade ainda é assustadora, já que crianças e adolescentes continuam sendo raptados de suas escolas e casas. Muitas meninas são abusadas física e psicologicamente, convertidas ao islamismo de maneira forçada e casadas com muçulmanos bem mais velhos.

Siga-nos

Mais do Guiame