Mulher cristã condenada à prisão por fazer reunião em casa

Mulher cristã condenada à prisão por fazer reunião em casa

Atualizado: Terça-feira, 31 Março de 2009 as 12

Um executivo da União Europeia está monitorando o caso da cristã vietnamita Puih H'Bat. A comissão europeia citou relatos da fundação Montagnard Incorporated (MFI, em inglês), confirmando que Puih H'Bat foi presa em abril de 2008 em sua casa, alguns dias depois de cultuar com outros cristãos em sua casa, na província de Gia Lai. "Ela se recusou a fazer parte da Evangelical Church of Vietnam, registrada pelo governo", diz Benita Ferrero-Waldner, representante da UE.

A recusa de Puih H'Bat de cultuar nas igrejas apoiadas pelo governo aparentemente viola a legislação. "De acordo com outras fontes, Puih foi acusada de violar a lei ao "destruir a unidade entre a solidariedade das pessoas", afirma Ferrero-Waldner.

A acusação parece fazer referência ao artigo 87 do Código Penal, no capítulo XI: "Crimes de desrespeito à segurança nacional". De acordo com essas fontes, Puih H'Bat foi condenada a cinco anos de cárcere em sua província natal.

O MFI disse que Puih H'Bat, 42 anos, pode receber tratamento pesado porque, além de liderar reuniões de oração, ela casou com um homem que viajou para os Estados Unidos. O marido de 44 anos, Rahlan Hre, está "muito preocupado com o bem-estar de sua esposa e como seus filhos vão sobreviver sem ela. No momento, não há ninguém para cuidar das crianças, a não ser sua sogra já idosa".

veja também