Metodistas e presbiterianos avançam para a unidade orgânica

Metodistas e presbiterianos avançam para a unidade orgânica

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:24

Em fevereiro de 2007, em Figueira da Foz, representantes das comissões executivas da Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal (IEPP) e da Igreja Evangélica Metodista Portuguesa (IEMP) adotaram um documento de intenções intitulado "A marcha das Igrejas Presbiteriana e Metodista para a Unidade".

"Estamos caminhando de uma forma que me parece segura e em breve teremos probabilidades de atingir uma unidade orgânica", disse.

Em duas regiões do país, Sul e Centro, as duas igrejas constituíram as chamadas "Regiões Protestantes", que têm um governo comum, intercâmbio de pastores e programas.

Além do mútuo reconhecimento de ministérios e do batismo, as duas igrejas trabalham na elaboração de uma confissão de fé e um catecismo comuns, no marco do chamado Pacto pela Unidade.

O médico e pastor escocês Robert Kalley foi pioneiro na pregação protestante e sua obra missionária conduziu ao estabelecimento da Igreja Presbiteriana Portuguesa, em 1845. Quase 100 anos depois, em 1947, presbiterianos e congregacionais se uniram para fundar a Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal.

As origens do metodismo em Portugal também remontam a meados do século XIX e ao trabalho missionário de dois leigos ingleses, Thomas Chedwin e James Cassels. A Igreja Evangélica Metodista Portuguesa foi estabelecida oficialmente em 1871, e 125 anos mais tarde, em 1996, declarou sua autonomia e elegeu seu primeiro bispo nacional.

No país existem 13 igrejas e várias missões metodistas organizadas em três circuitos e um área missionária. Por sua vez, as 27 comunidades que constituem a IEPP estão agrupadas em quatro regiões.

Postado por: Felipe Pinheiro

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame