Ladrão se entrega à polícia após receber oração de balconista durante assalto

A balconista resolveu orar e evangelizar o bandido durante o assalto. Milagrosamente, eles passaram 40 minutos orando e conversando.

Fonte: GuiameAtualizado: domingo, 26 de fevereiro de 2017 12:39
A balconista resolveu orar e evangelizar o bandido durante o assalto. (Foto: Reprodução/Câmeras de Segurança)
A balconista resolveu orar e evangelizar o bandido durante o assalto. (Foto: Reprodução/Câmeras de Segurança)

Durante um assalto a uma loja em Indiana, nos Estados Unidos, uma balconista agiu com fé e viu um milagre em meio a uma situação desesperadora.

Angela Montez foi abordada por Gregory L. Smith, de 23 anos, que segurava uma arma e pedia todo o dinheiro do estabelecimento.

Sem saber o que fazer, a balconista começou a orar e resolveu falar de Jesus Cristo para o ladrão. Em seguida, algo surpreendente aconteceu: eles oraram juntos por 40 minutos. Toda a cena foi registrada pelas câmeras de segurança.

Gregory explicou para a balconista que resolveu praticar o assalto para resolver a situação de sua família, que estava prestes a ser despejada. Ele nunca tinha cometido nenhum assalto e começou a chorar.

O assaltante pediu desculpas e entregou a única bala que havia em sua arma. Ele ainda levou 20 dólares (cerca de 60 reais), mas depois se entregou à polícia.

"Eu acredito que o Senhor causou esse encontro. Quanto mais a gente falava um com o outro, mais ele chorava e me contava seus problemas”, disse Angela. “Ele dizia: ‘Fale comigo. Ninguém fala comigo. Eu não tenho ninguém'. E eu dizia: ‘Não faça nada de ruim’".

“Eu não poderia deixar ele daquele jeito. Eu dizia: ‘Você é jovem. Não faça isso. Não coloque sua vida em perigo’. Então ele começou a chorar", explicou.

O investigador do departamento de polícia de Indianópolis, Kevin Wethington, disse em  entrevista ao canal NBC News que ficou muito surpreso com o caso. “Eu sou investigador de polícia há três anos e nunca vi nenhum caso como esse. Especialmente pelo fato de o ladrão e a vítima terem se abraçado”, disse ele.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições