Jovem que testemunhou assassinato de tia e primo é curado durante louvor

Por anos, Joey Kelly foi atormentado pela culpa de ter sobrevivido à tragédia familiar.

Fonte: Guiame, com informações de FaithPotAtualizado: segunda-feira, 25 de outubro de 2021 20:05
Por anos, Joey Kelly foi atormentado pela culpa de ter sobrevivido à tragédia. (Foto: Reprodução/YouTube).
Por anos, Joey Kelly foi atormentado pela culpa de ter sobrevivido à tragédia. (Foto: Reprodução/YouTube).

Joey Kelly nasceu numa família cristã amorosa e cresceu na Igreja junto com seus pais e sua irmã. Aos 7 anos, Joey entregou sua vida a Cristo, depois que sua irmã explicou o Evangelho a ele.

“Eu lembro que foi um clique. Eu entendi que Deus me amou tanto e que não há nada que eu possa fazer para ganhar o amor de Deus. É tudo sobre o que Ele fez por mim, enviando seu filho Jesus para morrer na cruz pelos nossos pecados”, contou o jovem em vídeo do canal do YouTube “I am Second”.

Tudo ia bem na vida de Joey até seus 13 anos, quando o adolescente testemunhou e sobreviveu a uma tragédia familiar. Em uma noite, Joey estava posando na casa de seu primo e melhor amigo Mikey, de 9 anos, para uma festa de pijama. 

Quando os pais de Mikey, que estavam à beira de uma separação, começaram uma briga terrível. Os dois meninos acordaram no meio da madrugada com gritos da tia pedindo socorro. Então, eles se levantaram e foram até a sala ver o que estava acontecendo. 

O pai de Mikey estava coberto de sangue porque acabara de matar a própria esposa a facadas. Pertubado, o homem atacou o filho e também o matou. Joey ficou paralizado pelo medo. Um menino indefeso de 13 anos estava sozinho para se proteger.

O seu tio veio em sua direção e o jogou contra a parede para lhe esfaquear no peito. Mas, sobrenaturalmente, Joey foi tirado das mãos do assassino e se afastou dele cerca de 2,5 metros. A faca pegou apenas seu braço e o jovem não sabe explicar como conseguiu escapar daquela situação. 

Para ele, foi Deus quem o puxou para longe a fim de salvar sua vida. "É como se Deus o tivesse tirado de mim por um segundo rápido e me empurrado para fora do caminho ou algo assim”, testemunhou Joey.

Segurando seu braço ensanguentado, o menino correu para ligar para a polícia e começou a discar, mas o tio foi rápido e tirou o telefone dele. Joey conseguiu fugir da casa e pediu socorro para um vizinho. Assim que o vizinho atendeu o chamado do menino, eles viram a casa de Mikey pegando fogo. O tio havia iniciado um incêndio e acidentalmente também se incendiou.

Assombrado pelo trauma

Joey sobreviveu a tratégia, mas enfrentou o estresse pós-traumático pelo resto de sua vida. O jovem estava atormentado pela dor da perda e se culpava por não ter salvado a tia e o primo. A chamada “culpa do sobrevivente” assombrou Joey por anos.

As sessões de terapia não funcionaram porque o jovem nem ao menos conseguia falar sobre o que havia acontecido naquela terrível noite. Joey estava com raiva de Deus por ter permitido aquela tragédia que levou a vida de seu primo.

Em depressão, o jovem mergulhou nas drogas e não conseguiu superar o luto. Por fora, as pessoas achavam que ele estava tranquilo e feliz, mas por dentro, Joey estava definhando. Foi apenas quando estava na faculdade que o jovem encontrou a paz para sua tormenta.

Durante um culto, ao ouvir o hino “Amazing Grace” ser cantado, Joey abriu seu coração e desabou, chorando por horas e liberando todas as emoções reprimidas. Depois dessa experiência libertadora, ele recebeu aconselhamento pastoral e foi apoiado por um grupo de cristãos, que o ajudaram a superar seu trauma. 

O jovem pode entender que sua vida não tinha sido poupada por acidente. “Não foi um acidente. Deus não cometeu um erro. Mas Ele tinha um plano e um propósito para mim, que simplesmente ainda não tinha acabado”, testemunhou Joey.

E concluiu: “Eu acho que a culpa do sobrevivente me segurou por anos. E é por meio de Jesus que toda culpa e vergonha podem ser removidas pela graça de Deus. Posso simplesmente seguir em frente e isso pode ser parte do meu passado e não define quem eu sou”.

Joey foi salvo por Deus duas vezes; de ser assassinado pelo tio na adolescência, e salvo da agonia e do desespero do trauma, lhe dando um novo recomeço. 

 

Siga-nos

Mais do Guiame