Jovem larga envolvimento com traficantes após orações da mãe e vira missionário

A mãe de Herisson Thiago não desistiu e perseverou em oração até ver o filho se entregando a Jesus.

Fonte: Guiame, com informações da Rede SuperAtualizado: quinta-feira, 31 de agosto de 2017 18:13
Hoje, Herisson Thiago canta para Cristo e prega no interior de Minas Gerais. (Foto: Reprodução).
Hoje, Herisson Thiago canta para Cristo e prega no interior de Minas Gerais. (Foto: Reprodução).

Ele nasceu em um lar problemático, sem a atenção do pai. Herisson Thiago foi procurar apoio nas ruas, chegando a se envolver com traficantes e se afundando cada vez mais. Porém, um dia conseguiu se levantar e experimentou o verdadeiro amor de Deus. Mano Hethi, como é mais conhecido hoje, contou como ele encontrou Jesus, no programa Noite e CIA. E foi por meio da perseverança de sua mãe em um grupo de oração que ele aceitou o convite irresistível de Cristo.

“Eu era muito apegado ao meu pai. Eu ficava vendo ele escovar os dentes, dirigir. Eu tinha ele como meu herói e depois da separação dele com a minha mãe, meu mundo caiu. Eu tinha 10 anos e estava na fase de querer ser igual a ele. Quando ele saiu de casa eu não sabia o que fazer, porque tudo de ruim que acontecia comigo eu corria para o colo dele”, iniciou.

“A partir daquele momento eu comecei a ficar amigo de pessoas ruins”. Ele conta que durante a semana ficava com a mãe, que trabalhava muito e no fim de semana ficava com o pai. “Onde eu ia buscar conselhos, era com meu pai. Aos 15, 16 anos foi quando conheci drogas, cigarros. Eu perguntava aos meus amigos da rua e eles me induziram a fazer coisas erradas. Eu acabei me envolvendo com pessoas que não era para eu me envolver”, confessou.

“Eu morei em um lugar muito perigoso, dominado pelo tráfico. Eu ficava de segunda a sexta nesse local, o dia inteiro na rua. Minha mãe trabalhava o dia inteiro. E quando eu ia passar o final de semana na casa do meu pai, lá era outro lugar perigoso e tinha rixa com o outro. Então, eles achavam que eu ia lá levar informação. Foi quando realmente dois traficantes me pararam, armados e falaram: ‘Hoje a gente vai te matar, porque a gente está desconfiando que você leva informação nossa’. Ele colocou a mão dentro de uma bolsa que estava e naquela hora eu falei para mim: ‘Morri’. Eu falei: ‘Não estou fazendo nada disso não’. De tanto eu implorar pela minha vida ele disse pra eu sair”, relembrou.

Transformação

“Quando eu saí dali comecei a mudar minha vida e a rever meus valores”. Herisson ainda não sabia, mas o livramento foi fruto das orações de sua mãe que mantinha reuniões com amigas da igreja em sua casa. “Minha mãe tinha um grupo de oração e ela sempre falava comigo: ‘Deus te deu livramento’. E eu não entendia o que era livramento. Até que um dia eu fui com o coração aberto e Deus falou comigo coisas que só eu sabia. Até então eu não acreditava nisso”.

"Uma senhora chegou para mim e disse que Deus havia mandado dizer isso e isso. Ai, eu não aguentei. Realmente, percebi que Deus me amava e tinha um propósito na minha vida. Fui para a igreja com o coração aberto, aceitei Jesus e me batizei. Eu tinha 20 anos. Depois que eu fui para a igreja e aceitei Jesus, percebi que não estava dando fruto nenhum, era só mais um ouvinte”, ressaltou.

“Conversei com Deus e disse que queria me aprofundar mais. Então, entrei para o grupo de jovens e comecei a compor canções de adoração”. Hoje, Herisson é missionário e atua em várias cidades do interior de Minas Gerais e em bairros da capital mineira.

Confira o testemunho na íntegra:

Siga-nos

Mais do Guiame