Irmãos nadadores compartilham paixão pela água e por Jesus

Irmãos nadadores compartilham paixão pela água e por Jesus

Fonte: Atualizado: sábado, 29 de março de 2014 03:26

No title Na infância em Penápolis (SP), os irmãos Daniel e Thiago Pestana da Silva eram bem pequenos quando os pais fizeram as matrículas dos dois na escola de natação. Daniel tinha apenas três anos. Thiago cinco.

Descobriram na piscina uma fonte de prazer, motivação e um elo que dura até hoje.

Thiago teve uma paralisia cerebral por causa de problemas no parto. A natação sempre o ajudou no desenvolvimento motor e na superação de sequelas físicas.

Daniel logo cedo descobriu que nadar era o melhor que sabia fazer na vida.

Virou atleta, professor e treinador de uma equipe, a Associação Aquática de Bauru, que trouxe muitas medalhas para a cidade.  

Como atleta, já participou de várias competições e esteve em seletivas nacionais, mas não esquece sua primeira vitória, aos 6 anos.

Foi num festival de natação em Botucatu. Ele voltou para casa com um momento inesquecível na memória.  

Cresceu competindo, sempre classificado entre os melhores. Foi campeão paulista duas vezes e, na disputa nacional, chegou à quinta colocação.

Tem no currículo uma realização que não é para qualquer um. No início da carreira de César Cielo, venceu o campeão olímpico numa prova dos Jogos Regionais, em 2002. Tinha 18 anos, Cielo estava com 14.

Por causa da natação, Daniel conseguiu ajuda financeira para concluir duas faculdades: educação física e fisioterapia.

"Deus me deu muitas bênçãos. Por causa da natação, consegui fazer os cursos", orgulha-se.  

O nadador assumiu a equipe Aquática em 2008 e parou de competir.

Afirma que ficou difícil conciliar a vida de atleta com a de treinador, personal trainer e fisioterapeuta.

Mas a família continua nas disputas.

Após abandonar as piscinas por um período, Thiago voltou a nadar e, ano passado, ganhou medalha para Bauru nos Jogos Regionais.

Compete entre os atletas portadores de deficiências e tem um trunfo: o irmão treinador, que não dá moleza, é rigoroso e exigente o tempo todo.  

Aos 28 anos, Thiago nada de segunda-feira a sábado, sempre no final da tarde.

"É um esporte que envolve bastante disciplina. Tem que ter regularidade", diz.

Conta estar acostumado com a rotina e não reclama das broncas do irmão. "Tenho que escutar", conforma-se. "Ele gosta do que faz", completa Daniel, que treina o irmão há sete anos.

Os dois são amigos na piscina e companheiros de fé. Há oito anos frequentam a Igreja Batista, depois de aceitar o convite de um amigo.

Hoje, afirmam que a religião é a base de suas vidas.

"Meu espelho é Jesus", diz Daniel. "Tudo que consegui é graças a Deus".

Thiago gosta de orar e pedir a orientação divina antes das competições.

Também faz questão de revelar a admiração pelo irmão mais novo. "Ele é um grande atleta. É meu ídolo na natação".

Por Cristina Camargo

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame