Franklin Graham comenta tiroteio em Charleston (EUA): "Nosso país precisa de cura espiritual"

A declaração de Graham veio como uma resposta ao presidente Barack Obama, que havia chamado a atenção para a necessidade de mais leis sobre armas, após a chacina na igreja afro-americana Emmanuel.

Fonte: Guiame, com informações do Christian Head LinesAtualizado: quinta-feira, 25 de junho de 2015 18:39
Franklin Graham é filho do grande evangelista Billy Graham e Presidente da 'Bolsa do Samaritano' e da Associação Evangelística Billy Graham.
Franklin Graham é filho do grande evangelista Billy Graham e Presidente da 'Bolsa do Samaritano' e da Associação Evangelística Billy Graham.

O presidente Barack Obama recentemente respondeu ao devastador tiroteio na igreja de Charleston - que tirou a vida de nove pessoas - com uma mensagem, pedindo o controle de armas nos Estados Unidos.

Porém o evangelista Franklin Graham disse que os americanos precisam neste momento, não de mais leis sobre armas, mas sim de cura espiritual, segundo relatou o Christian Today.
 
Em um post no Facebook, Graham escreveu: "A resposta do presidente Barack Obama para o trágico tiroteio de nove pessoas em Charleston (SC / EUA), fala sobre a necessidade de mais leis relacionadas ao armamento. Com todo o respeito, Sr. Presidente, nem todas as leis do mundo podem mudar o coração humano. Somente Deus pode fazer isso. Nossa nação precisa de uma cura espiritual. Nós viramos as costas para Deus e para as leis dEle".
 
A polêmica questão sobre derrubar (ou não) a bandeira confederada no Estado da Carolina do Sul também se tornou um ponto de debate após o tiroteio fatal.

Graham também opinou sobre o assunto, escrevendo que "é hora deste sinalizador ser posto de lado como uma parte da nossa história".
 
Graham disse que suas ancestrais serviram no exército confederado e foram feridos. Mas agora os americanos precisam se concentrar na unidade.

"Somos todos americanos, e nós precisamos de unidade hoje mais do que nunca. Pela fé em Cristo, podemos ter amor e reconciliação uns com os outros, independentemente de raça", escreveu Graham.

Siga-nos

Mais do Guiame